Ocorrência de Salmonella sp. em carcaças de frango avaliadas a partir do comércio varejista entre 2007 e 2013 no estado do Paraná, Brasil

  • Luciano dos Santos Bersot Universidade Federal do Paraná
  • Cibeli Viana Universidade Federal do Paraná
  • Mallu Jagnow Sereno Universidade Federal de Viçosa
  • Ana Paula Perin Universidade Federal do Paraná
  • Vinicius Cunha Barcellos Universidade Federal do Paraná
Palavras-chave: Carcaças resfriadas. Carcaças congeladas. Abate de aves. Ocorrência. PRP.

Resumo

A carne de aves é um alimento que frequentemente encontra-se envolvido como veículo de micro-organismos causadores de enfermidades, sendo Salmonella sp. um desses agentes comumente envolvidos nessas enfermidades em todo o mundo. Com isso, o objetivo deste estudo foi determinar a ocorrência de Salmonella sp. em carcaças de frango congeladas e refrigeradas, abatidas e comercializadas na região oeste do estado do Paraná. Um total de 340 amostras foram coletadas entre janeiro de 2007 e abril de 2013. Das amostras analisadas, 66 (19,41%) das carcaças foram positivas para Salmonella sp. De acordo com os resultados obtidos pode-se concluir que a ocorrência de Salmonella sp. em carcaças de frangos permanece alta, mesmo sendo produtos comercializados refrigerados ou congelados, métodos considerados
adequados para conservação de alimentos. Um resultado de menor ocorrência era esperado devido à implementação de 14 anos do Programa Nacional de Redução de Patógenos estabelecido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento visando uma redução gradual na ocorrência de Salmonella sp. nestes produtos através de monitoramento constante de carcaças imediatamente após o abate.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-07-31
Como Citar
Bersot, L., Viana, C., Sereno, M., Perin, A., & Barcellos, V. (2019). Ocorrência de Salmonella sp. em carcaças de frango avaliadas a partir do comércio varejista entre 2007 e 2013 no estado do Paraná, Brasil. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 56(2), e150446. https://doi.org/10.11606/issn.1678-4456.bjvras.2019.150446
Seção
ARTIGO COMPLETO