Persistência de frênulo peniano congênito em gato macho:

relato de caso

  • Juliana Chieco Jeronymo Garcia Universidade Anhembi Morumbi
  • Matheus Felipe da Silva Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Reprodução Animal e Radiologia Veterinária
  • Daniel de Souza Ramos Angrimani Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Frênulo peniano, Reprodução animal, Felino

Resumo

O frênulo peniano é uma fina faixa de tecido conectivo que une a glânde ao prepúcio que pode se romper sob a ação da testosterona quando o animal inicia a puberdade. Devido a escassez de relatos desta afecção o presente trabalho relata a ocorrência de frênulo peniano persistente em um gato doméstico, sem raça definida, de sete meses de idade e 5,2 kg. O frênulo peniano foi um achado incidental durante o exame clínico do animal. O animal já apresentava‑se em puberdade, caracterizando o quadro de frênulo peniano. A resolução do caso ocorreu de maneira espontânea previamente a orquiectomia eletiva. Dessa forma, as alterações observadas no pênis devido a alteração congênita em gatos são descritas neste relato.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-08-09
Como Citar
Garcia, J., da Silva, M. F., & Angrimani, D. (2019). Persistência de frênulo peniano congênito em gato macho:. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 56(2), e151959. https://doi.org/10.11606/issn.1678-4456.bjvras.2019.151959
Seção
RELATO DE CASO