Do conceito de inoperosidade no recente vulto de Giorgio Agamben

Autores

  • Daniel Arruda Nascimento

Palavras-chave:

Filosofia política – Giorgio Agamben – inoperosidade.

Resumo

O trabalho exposto a seguir se dispõe a examinar o conceito de inoperosità, proposto
por Giorgio Agamben, já nas últimas fases do seu projeto denominado Homo Sacer,
e apontado como um dos possíveis veículos de evasão do diagnóstico da hipertrofia do
poder soberano e da vida nua. Procedendo então à leitura e à análise de Il regno e la gloria,
publicado em 2007, e Nudità, de 2009, deverá o texto que se inicia não somente recuperar
a gênese de tal conceito como tentar demonstrar de que modo ele se apresenta para
aqueles que se disponibilizam na tarefa de pensar a política contemporânea, sem deixar,
evidentemente, de se questionar a respeito de sua força de penetração. Importa ainda
investigar como se daria a absorção conceitual da noção de inoperosidade e as vias possíveis
de desarticulação dos dispositivos do poder, operadores tanto da relação entre direito e
violência, quanto da relação entre valoração cultural e saber.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Nascimento, D. A. (2010). Do conceito de inoperosidade no recente vulto de Giorgio Agamben. Cadernos De Ética E Filosofia Política, 2(17), 79-101. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/cefp/article/view/55708

Edição

Seção

Artigos