Campo de atuação do(a) psicólogo(a) no movimento da Economia Solidária no Brasil

Autores

  • Iara Lais Raittz Baratieri Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Marilene Zazula Beatriz Universidade Tecnológica Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v16i1p71-86

Palavras-chave:

Work, Solidarity economy, Work psychology, Community psychology, Role of the psychologist.

Resumo

Esta pesquisa teve como objetivo levantar a atuação do profissional de psicologia no espaço do movimento da
Economia Solidária no Brasil. Trata-se de um estudo exploratório com base em um levantamento de dados de fonte
primária, que foram submetidos a análise estatística descritiva. A amostra foi composta por 123 sujeitos, sendo 26
homens e 97 mulheres. Levantou-se que grande parte dos(as) psicólogos(as) atua em entidades de apoio junto a
coletivos informais, incubadoras tecnológicas, cooperativas populares e associações de trabalho. Os temas mais
trabalhados no âmbito comportamental são: relações interpessoais, autogestão, tomada de decisões, conflitos,
disseminação dos valores da cooperação e participação; e no âmbito técnico são: gestão básica, inserção do produto
no mercado, desenvolvimento local e consciência crítica sobre o trabalho assalariado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-06-30

Como Citar

Baratieri, I. L. R., & Beatriz, M. Z. (2013). Campo de atuação do(a) psicólogo(a) no movimento da Economia Solidária no Brasil. Cadernos De Psicologia Social Do Trabalho, 16(1), 71-86. https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v16i1p71-86

Edição

Seção

Artigos