Dicionário Infernal: repertório universal, de Jacques Albin Simon Collin De Plancy (Resenha)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-9419.v22i1p137-140

Palavras-chave:

Filologia, Historia

Resumo

Resenha crítica do livro:

Collin De Plancy, Jacques Albin Simon. Dicionário Infernal: repertório universal. São Paulo, Edusp, 2019.

Biografia do Autor

Marcelo Módolo, Universidade de São Paulo

Marcelo Módolo é professor pesquisador da Universidade de São Paulo e bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq – nível 2 (processo número 308793/2019-6). É mestre (1998) e doutor (2004) em Filologia e Língua Portuguesa pela mesma Universidade. Cumpriu estágio de pós-doutorado (2006) em Linguística Histórica e Semântica Cognitiva no Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas. Atualmente, é professor de Filologia e Língua Portuguesa no Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas.

Fábio Garcia Dias, Universidade de São Paulo

Professor da Rede Escolar Sesi, São Caetano do Sul, SP, Brasil, e mestrando em Filologia e Língua Portuguesa pelo Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2020-08-06

Como Citar

Módolo, M., & Dias, F. G. (2020). Dicionário Infernal: repertório universal, de Jacques Albin Simon Collin De Plancy (Resenha). Filologia E Linguística Portuguesa, 22(1), 137-140. https://doi.org/10.11606/issn.2176-9419.v22i1p137-140

Edição

Seção

Resenhas

Dados de financiamento