Lingüística e Filologia. O eterno debate

Autores

  • E.F. Konrad Koerner Universidade de Ottawa
  • Cristina Altman Universidade de São Paulo
  • Lineide do Lago Salvador Mosca Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-9419.v0i1p7-20

Palavras-chave:

Linguística. Filologia. Linguística histórico-comparativa.

Resumo

As relações entre 'linguística' e 'filologia' têm sido polemicamente tratadas no estudo da linguagem há pelo menos 150 anos. O presente texto, ao mesmo tempo em que procura mapear as origens do debate, chama a atenção para certas diferenças terminológicas no uso das duas designações, tais como se consagraram na tradição anglo-saxônica de estudo da linguagem e nas tradições que se desenvolveram na Europa continental. O valor dos termos - philology (ingl.); philologie (fr.); philologie compareé (fr.); Philologie (al.) e linguistics (ingl.); linguistique (fr.); Sprachwissenschaft (al.); Linguistik (al.) - bem como o escopo das disciplinas que correspondentemente passaram a designar, é revisto a partir do uso que lhes imprimiram algumas gerações de linguistas do século passado e deste século.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristina Altman, Universidade de São Paulo

Tradução do artigo

Lineide do Lago Salvador Mosca, Universidade de São Paulo

Tradução do artigo

Downloads

Publicado

1997-08-02

Como Citar

Koerner, E. K., Altman, C., & Mosca, L. do L. S. (1997). Lingüística e Filologia. O eterno debate. Filologia E Linguística Portuguesa, (1), 7-20. https://doi.org/10.11606/issn.2176-9419.v0i1p7-20

Edição

Seção

Artigos