Construções [FOC+QUE] no português do Município do Libolo, Angola

Autores

  • Carlos Filipe G. Figueiredo Universidade de Macau; Associação de Crioulos de Base Lexical Portuguesa e Espanhola - ACBLPE
  • Eduardo Ferreira dos Santos Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-9419.v16i1p209-231

Palavras-chave:

Português de Angola, Português do Libolo, Foco, Sentenças Monoclausais, Clivadas.

Resumo

Este trabalho parte da tipologia das sentenças clivadas da língua portuguesa, para apresentar estratégias aplicadas nas construções [Foc+Que] no português do Libolo (PLB), Angola.  A forma canônica da clivagem  configura uma estrutura biclausal em que, depois de uma cópula, o sintagma focalizado é seguido de uma sentença encabeçada por um “que’’. Contudo, observa-se no Plb  a realização de “clivadas sem cópula”, construções que vinham sendo apontadas pela literatura como sendo uma “inovação do português brasileiro”. Em nossa análise, não só consideramos que essas estruturas do Plb são monoclausais, caindo fora do escopo das sentenças clivadas, como pretendemos corroborar também o fenômeno do contato linguístico e evidência de traços formais presentes na gramática do substrato e “reforçados” no Plb, como a não ocorrência de “clefting”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Filipe G. Figueiredo, Universidade de Macau; Associação de Crioulos de Base Lexical Portuguesa e Espanhola - ACBLPE

Professor Auxiliar do Departamento de Português da Universidade de Macau – UM, Macau, China, instituição onde obteve o doutorado em linguística. É também vice-presidente da ACBLPE (Associação de Crioulos de Base Lexical Portuguesa e Espanhola). Tem como principal área de investigação a sociolinguística, debruçando-se sobre fenômenos de aquisição de primeira, segunda e terceira línguas, fenômenos de aquisição de português por contato em comunidades falantes de quimbundo, umbundo e crioulos atlânticos de base portuguesa, bem como fenômenos do português reestruturado geracionalmente por transmissão linguística irregular

Eduardo Ferreira dos Santos, Universidade de São Paulo

Doutorando em Letras pelo programa de Filologia e Língua Portuguesa da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo – USP, São Paulo, Brasil, com bolsa de fomento do CNPq (Processo 142033/2011-1). Desenvolve pesquisas na área da sintaxe, envolvendo a língua portuguesa falada no Brasil e em Angola.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Figueiredo, C. F. G., & Santos, E. F. dos. (2014). Construções [FOC+QUE] no português do Município do Libolo, Angola. Filologia E Linguística Portuguesa, 16(1), 209-231. https://doi.org/10.11606/issn.2176-9419.v16i1p209-231

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)