Amazônia: uma visão que emerge das águas

Autores

  • Ricardo José Nogueira Universidade do Amazonas. Departamento de Geografia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.1997.123244

Palavras-chave:

discurso várzeas modo de vida visão/imagem

Resumo

O objetivo do texto é fazer emergir do pesado manto do discurso acadêmico uma outra visáo da Amazonia, não a dos holofotes dos grandes eventos que incandescem o observador, impedindo-o de ver além de sua luz, mas de urna Amazonia de acontecimentos quase imperceptíveis que lhe dão vida. Uma Amazônia que acontece nos vales fluviais, a Amazônia das várzeas, e ainda preserva um modo de vida peculiar, extremamente dinâmico e com rede própria de relações. Uma Amazônia que permanece na sombra. Ou na água, esquecida ou negada com a máscara do atraso para ser superada. Que contudo teima em existir, e não se constitui, para o discurso hegemônico, como foco ou vítima da ação dos atores dominantes. É dessa Amazônia que o texto fala, dando-lhe uma visáo de dentro, do seu âmago. Uma visão que emerge das águas...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo José Nogueira, Universidade do Amazonas. Departamento de Geografia

Professor do Departamento de Geografia da Universidade do Amazonas

Downloads

Publicado

1997-12-19

Como Citar

NOGUEIRA, R. J. Amazônia: uma visão que emerge das águas. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 1, n. 2, p. 79-82, 1997. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.1997.123244. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/123244. Acesso em: 7 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos