Aproximar sem reduzir: as derivas e a pesquisa de campo em geografia urbana

Autores

  • Flávia Elaine da Silva Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Departamento de Geografia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2004.123887

Palavras-chave:

Deriva, situacionista, urbano, geografia

Resumo

Este artigo busca aproximar o corpo teórico e prático dos situacionistas das pesquisas de campo em geografia. Esta aproximação se dará especialmente entre a prática espacial experimentada por este grupo, chamada de deriva, e a geografia urbana, sem deixar de lado o fato de que este debate, sobre a importância das pesquisas de campo para a constituição do pensamento geográfico, está presente na geografia como um todo e também fora dela

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flávia Elaine da Silva, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Departamento de Geografia

Aluna do programa de Pós-graduação em Geografia Humana do Departamento de Geografia, FFLCH-USP

Downloads

Publicado

2004-06-17

Como Citar

SILVA, F. E. da. Aproximar sem reduzir: as derivas e a pesquisa de campo em geografia urbana. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 8, n. 1, p. 139-149, 2004. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2004.123887. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/123887. Acesso em: 29 nov. 2021.

Edição

Seção

Notas de pesquisa de campo