Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Epistemologia da geografia e espaço geográfico: a contribuição teórica de Milton Santos

Leandro Vieira Cavalcante, Luiz Cruz Lima

Resumo


O principal objetivo deste artigo é estabelecer uma relação entre a epistemologia da ciência geográfica e o espaço. Para tanto, parte da contribuição teórica de Milton Santos, que não mediu esforços para avançar no entendimento do objeto da ciência geográfica, revolucionando suas bases epistemológicas. Procuramos sistematizar algumas de suas principais ideias e apresentá-las de forma encadeada, visando facilitar sua compreensão e elucidar alguns questionamentos sobre a epistemologia da geografia. Primeiramente, discutimos a epistemologia da ciência geográfica e seu processo de renovação, evidenciado a partir dos anos 1980, procurando perceber como se insere aí a questão do espaço. Em seguida, tratamos da importância de Milton Santos para a (re)definição do objeto geográfico e discorremos sobre a natureza do espaço geográfico de acordo com as definições do autor.

 


Palavras-chave


Epistemology of Geography. Geographical space. Milton Santos.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, M. C. Geografia, ciência da sociedade. Recife: Ed. UFPE, 2006.

BACHELARD, G. A formação do espírito científico: contribuição para uma psicanálise do conhecimento. Rio de Janeiro: Contraponto, 1996.

CARLOS, A. F. A. (Org.). Ensaios de geografia contemporânea – Milton Santos: obra revisitada. São Paulo: Hucitec, 1996.

CLAVAL, P. Histoire de la géographie. 4. ed. Paris: PUF, 2013.

ELIAS, D. Milton Santos: a construção da geografia cidadã. Revista Geosul, Florianópolis, v. 18, n. 35, p. 131-148, 2003.

GRIMM, F. Trajetória epistemológica de Milton Santos: uma leitura a partir da centralidade da técnica, dos diálogos com a economia política e da cidadania da práxis. Tese (Doutorado em Geografia Humana) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.

HARVEY, D. A produção capitalista do espaço. São Paulo: Annablume, 2006.

______. Urbanismo y desigualdad social. Madrid: Siglo Veintiuno, 1977.

LACOSTE, Y. La géographie, ça sert, d’abord, à faire la guerre. Paris: Maspero, 1976.

LEFEBVRE, H. La production de l’espace. Paris: Anthropos, 1974.

LÉVY, J. (Org.). Milton Santos: philosophe du monde, citoyen do local. Lausanne: Presses Polytechniques, 2007.

LÉVY, J.; LUSSAULT, M. Dictionnaire de la géographie et de l’espace des sociétés. Paris: Belin, 2013.

LIMA, A. M. Geografia: filosofia das técnicas? Reflexões para se pensar uma geografia do trabalho. Revista Pegada, Presidente Prudente, SP, v. 15, n. 2, p. 19-48, 2014.

MELGAÇO, L.; PROUSE, C. (Org.). Milton Santos: a pioneer in critical geography from the Global South. Berlim: Springer, 2017.

MORAES, A. C. R. Território na geografia de Milton Santos. São Paulo: Annablume, 2013.

______. Geografia: pequena história crítica. 2. ed. São Paulo: Hucitec, 1983.

______; COSTA, W. M. Geografia crítica: a valorização do espaço. São Paulo: Hucitec, 1984.

MOREIRA, R. Geografia e práxis: a presença do espaço na teoria e na prática geográficas. São Paulo: Contexto, 2012.

______. Pensar e ser em geografia: ensaios de história, epistemologia e ontologia do espaço geográfico. São Paulo: Contexto, 2007.

______. Para onde vai o pensamento geográfico? Por uma epistemologia crítica. São Paulo: Contexto, 2006.

QUAINI, M. Marxismo e geografia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

SANTOS, M. A natureza do espaço. 4. ed. São Paulo: EdUSP, 2009.

______. Por uma Geografia nova. 6. ed. São Paulo: EdUSP, 2008.

______. Técnica, espaço e tempo. 2. ed. São Paulo: Hucitec, 1996.

______. Metamorfoses do espaço habitado. 3. ed. São Paulo: Hucitec, 1994.

______. Espaço e método. 1. ed. São Paulo: Nobel, 1985.

______. (Org.). Novos rumos da Geografia brasileira. São Paulo: Hucitec, 1982.

______. Por uma Geografia nova. 1. ed. São Paulo: Hucitec, 1978.

______. Sociedade e espaço: a formação social como teoria e método. Boletim Paulista de Geografia, São Paulo, n. 54, p. 81-99, 1977.

SILVA, M. A. (Org.). Encontro com o pensamento de Milton Santos: o homem e sua obra. Salvador: Ed. Ufba, 2009.

SOJA, E. Geografias pós-modernas: a reafirmação da teoria social crítica. Rio de

Janeiro: Jorge Zahar, 1993.

______. La réaffirmation de l’espace dans la théorie sociale: la prochaine fin de siècle. In: BENKO, G. (Org.). Les nouveaux aspects de la théorie sociale: de la géographie à la sociologie. Caen, FR: Paradigme, 1988. p. 1-14.

SOUZA, M. A. (Org.). O mundo do cidadão: um cidadão do mundo. São Paulo: Hucitec, 1996.

SPOSITO, E. A propósito dos paradigmas de orientações teórico-metodológicas na geografia contemporânea. Terra Livre, São Paulo, n. 16, p. 99-112, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2018.127769

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Leandro Vieira Cavalcante, Luiz Cruz Lima

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

GEOUSP: Espaço e Tempo (Online)
ISSN 2179-0892
Departamento de Geografia - FFLCH - USP
geouspusp.br / www.geografia.fflch.usp.br