Articulação de categorias para a análise da financeirização e da produção do espaço no capitalismo contemporâneo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2019.161224

Palavras-chave:

imobiliário, construção, produção do espaço, finanças

Resumo

Esse artigo apresenta uma leitura crítica da categoria renda da terra a partir dos conceitos de valor, preço e lucro no interior da indústria imobiliária e dos sentidos possíveis que estes podem atribuir à propriedade privada da terra e dos imóveis. Partindo desses esclarecimentos, o texto retoma o debate sobre o funcionamento da propriedade da terra e dos imóveis como puros ativos financeiros. Discute-se que a financeirização levou à superação das barreiras entre valores mobiliários e imobiliários, mas que as características concretas que os diferenciam impedem uma completa fusão de sentidos. Seguindo autores que estudam os processos de precificação do imobiliário, discute-se que as próprias metodologias do mercado se apoiam em processos abstratos que se distanciam da realidade concreta, ocultando e dissimulando a origem dos preços dos ativos no processo de valorização do capital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Laércio Monteiro Júnior, Universidade de São Paulo

Doutorando no Programa de Pós-graduação em Geografia Humana da Faculdade de Filososfia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

Referências

BASU, D. “Marx’s Analysis of Ground-Rent: Theory, Examples and Applications”. UMASS Amherst, Economics Working Papers.n 241, 2018.

CAMPBELL, M. Rent and landed property. In: CAMPBELL, M., REUTEN, G. (org.). The Culmination of capital. Essays on volume III of Marx’s Capital. Hampshire, New York: Palgrave, 2002, p. 228-245.

COAKLEY, J. The integration of property and financial markets. Environment and Planning A, v. 26, p. 697-713, 1994.

CROSBY, N.; HENNEBERRY, J. Financialisation, the valuation of investment property and the urban built environment in the UK. Urban Studies, v. 53, n. 7, p. 1424–1441, 2016.

DÖRRY, S., HANDKE, M. Disentangling the geography of finance and real estate: competing space-times of decision making and uneven spatial development. Journal of Urban Research (Online), n. 9, 2012. Acessado em 27/05/2019. <https://journals.openedition.org/articulo/2149>

GRASKAMP, J. A. Fundamentals of Real Estate Development. Washington D. C.: The Urban Land Institute, 1981.

HAILA, A. Urban Land Rent. Singapore as a property state. Sussex: Wiley, 2016.

HAILA, A. Land as a financial asset: the theory of urban rent as a mirror of economic transformation. Antipode, v. 20, n. 2, p. 79-101, 1988.

HARVEY, D. A Loucura da Razão Econômica. Marx e o capital no século XXI. São Paulo: Boitempo, 2018.

HARVEY, D. Limits to Capital. Oxford: Basil Blackwell, 1982.

LENCIONI, S. Metrópole e sua lógica capitalista atual face ao regime de acumulação patrimonial. Mercator, v.14, n. 4, p. 149-158, 2015.

LENCIONI, S. Reestruturação imobiliária: uma análise dos processos de concentração e centralização do capital no setor imobiliário. EURE, v. 40, n. 120, pp. 29-47, 2014.

MARX, K. Teorias da mais-valia, História Crítica do Pensamento Econômico. Volume II, São Paulo: Difel, 1983.

MARX, K. O Capital. Livro I. Tomo I. São Paulo: Abril Cultural, 1996a.

MARX, K. O Capital. Livro I. Tomo II. São Paulo: Abril Cultural, 1996b.

MARX, K. O Capital. Livro III. Tomo I. São Paulo: Abril Cultural, 1986a.

MARX, K. O Capital. Livro III. Tomo II. São Paulo: Abril Cultural, 1986b.

MARX, K. Resultados do Processo de Produção Imediata. São Paulo: Centauro, 2004.

PAULANI, L. Acumulação e rentismo: resgatando a teoria da renda de Marx para pensar o capitalismo contemporâneo. Revista de Economia Política, v. 36, n 3, p. 514-535, 2016

PEREIRA, P. C. X. Espaço, Técnica e Construção: o desenvolvimento das técnicas construtivas e a urbanização do morar em São Paulo. São Paulo: Nobel, 1988.

RIBEIRO, L. C. Q. Dos Cortiços aos Condomínios Fechados. As formas de produção da moradia na cidade do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1997.

ROBIN, E. Performing real estate value(s): real estate developers, systems of expertise and the production of space. Geoforum, 2018, <https://doi.org/10.1016/j.geoforum.2018.05.006>.

THEURILLAT, T., VERA-BÜCHEZ, N., CREVOISIER, O. Commentary: From capital landing to urban anchoring: The negotiated city. Urban Studies. Special issue: Financialisation and the production of urban space, p. 1-10, 2016.

Downloads

Publicado

2019-11-11

Como Citar

MONTEIRO JÚNIOR, L. Articulação de categorias para a análise da financeirização e da produção do espaço no capitalismo contemporâneo. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 23, n. 3, p. 602-618, 2019. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2019.161224. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/161224. Acesso em: 20 out. 2020.

Edição

Seção

Artigos