A agricultura familiar fruticultora nos municípios de Itatiba, Louveira, Valinhos e Vinhedo: aspectos socioeconômicos e culturais no contexto regional paulista

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.187116

Palavras-chave:

Agricultura familiar, Fruticultura, Cultura e economia

Resumo

O artigo discute a importância da agricultura familiar voltada à produção de frutas, para os municípios de Itatiba, Louveira, Valinhos e Vinhedo (SP).  Nas zonas rurais destes municípios, é possível encontrar grande quantidade de pequenas propriedades rurais, formadas a partir da desagregação de grandes fazendas de café durante a década de 1920. Nestas propriedades predominam relações do tipo familiar, com a presença da herança cultural advinda da tradição de imigrantes que chegaram e se fixaram nesta região do estado de São Paulo entre o final do século XIX e início do século XX. Esta região desenvolveu-se com base numa economia agrária voltada à produção de frutas como caqui, uva, figo e goiaba, que possuem relação direta com a organização social e econômica regional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcio Adriano Bredariol, Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (CEETEPS)

Licenciado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista (Unesp - Presidente Prudente). Especialista em Gestão Ambiental pela Universidade Federal de São Carlos (Ufscar). Mestre em Geografia pelo Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Doutor em Geografia pelo Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Professor do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (CEETEPS). 

Referências

BARDIN-CAMPAROTTO, L. et. al. Polo turístico do Circuito das Frutas do Estado de São Paulo: fisiografia e clima. Campinas: IAC, 2013. 51 p. Disponível em < http://www.iac.sp.gov.br/publicacoes/arquivos/iacbt213.pdf >. Acesso em 03/05/2020.

BEGA DOS SANTOS, R. C. Migração no Brasil. São Paulo: Ed. Scipione, 1994. 69p.

BERNARDI, A. Estratégias de desenvolvimento local e regional: um estudo sobre o Circuito das Frutas e sua articulação com a Região Metropolitana de Campinas – SP. 2009. 178 p. Dissertação (Mestrado em Geografia). Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2009. Disponível em < http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287240 >. Acesso em 10/05/2020.

BRASIL. Censo Agropecuário 2017: Resultados definitivos. Rio de Janeiro: IBGE, 2017. Disponível em < https://censoagro2017.ibge.gov.br/templates/censo_agro/resultadosagro/index.html >. Acesso em 28/06/2020.

BRASIL. IBGE: Produção Agrícola Municipal (PAM). Rio de Janeiro: IBGE. Disponível em < https://sidra.ibge.gov.br/Tabela/1613 >. Acesso em 07/07/2020.

AUTOR. XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, 2015. Disponível em < omitido para evitar identificação >. Acesso em 31/05/2021.

CONTI, J. H. Perpetuação do negócio figo. In: Anais do II Simpósio Brasileiro sobre a cultura da figueira, 2010. Campinas. Anais... Campinas: Feagri (Unicamp)/ Cati, 2010, pp. 11-13. Disponível em < https://www.feagri.unicamp.br/simfigo/images/stories/Anais/anais_simfigo2010.pdf >. Acesso em 01/07/2020.

CORRÊA, L. S. & BOLIANI, A. C. Panorama de pesquisas com figueiras. In: Anais do II Simpósio Brasileiro sobre a cultura da figueira, 2010. Campinas. Anais... Campinas: Feagri (Unicamp)/ Cati, 2010, pp. 11-13. Disponível em < https://www.feagri.unicamp.br/simfigo/images/stories/Anais/anais_simfigo2010.pdf >. Acesso em 01/07/2020.

DRAENERT, F. M. Os vinhos nacionais na Primeira Exposição de Assucar e Vinhos – Relatorio apresentado ao Centro da Industria e Commercio de Assucar. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1889. 84 p.

FAUSTO, B. História do Brasil. 13ª ed (2ª reimpressão). São Paulo: Edusp, 2010. 657 p.

GONZAGA NETO, L. & SOARES, J. M. A cultura da goiaba. Brasília: Embrapa/ SPI, 1995. 75 p. (Coleção Plantar). Disponível em < https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/162024/1/A-cultura-da-goiaba.pdf >. Acesso em 06/07/2020.

HOMEM DE MELO, M. D. Estudo sobre a comercialização de figos e uvas em São Paulo. In: BRAGANTIA (Boletim Técnico da Divisão de Experimentação e Pesquisas do Instituto Agronômico de Campinas), Campinas, v. 05, n.º 08, pp. 439-556, ago/ 1945. Disponível em < https://www.scielo.br/pdf/brag/v5n8/01.pdf >. Acesso em 11/06/2020.

INGLEZ DE SOUZA, J. S. Mutações somáticas na videira Niagara. In: BRAGANTIA (Boletim Técnico do Instituto Agronômico do Estado de São Paulo), Campinas, v. 18, n.º 27, pp. 387-421, dez/ 1959. Disponível em < https://www.scielo.br/pdf/brag/v18nunico/27.pdf >. Acesso em 15/06/2020.

INGLEZ DE SOUZA, J. S. Origens do Vinhedo Paulista. Jundiaí: Prefeitura Municipal de Jundiaí/ Ed. Obelisco Ltda., 1959a. 319 p.

INSTITUTO AGRONÔMICO DE CAMPINAS (IAC). Centro de Frutas: Caqui (Diospyros Kaki L. F.). Campinas: IAC, 1998. Disponível em < http://www.iac.sp.gov.br/areasdepesquisa/frutas/frutiferas_cont.php?nome=Caqui >. Acesso em 07/07/2020.

MAIORANO, J. A. A cultura do figo no Brasil. In: Anais do II Simpósio Brasileiro sobre a cultura da figueira, 2010. Campinas. Anais... Campinas: Feagri (Unicamp)/ Cati, 2010, pp. 11-13. Disponível em < https://www.feagri.unicamp.br/simfigo/images/stories/Anais/anais_simfigo2010.pdf >. Acesso em 01/07/2020.

MARTINS, J. S. O cativeiro da terra. 9ª ed. São Paulo: Ed. Contexto, 2013. 288 p.

MATTOS, D. L. Contribuição ao estudo da vinha no Estado de São Paulo: A região de Jundiaí. In: Boletim Paulista de Geografia, n.º 11, pp. 33-52, julho/ 1952. Disponível em < https://agb.org.br/publicacoes/index.php/boletim-paulista/article/viewFile/1365/1224 >. Acesso em 22/05/2020.

MING, L. C. et. al. Figo, história e cultura. In: LEONEL, S. & SAMPAIO, A. C. (orgs.). A figueira. São Paulo: Ed. Unesp, 2011. pp. 09-55. Disponível em < https://repositorio.unesp.br/handle/11449/113695 >. Acesso em 06/05/2020.

NAVARRA, W. S. O uso da terra em Itatiba e Morungaba: permanência e mudança na organização do espaço agrário (1956-1966). 1977. 216 p. Tese (Doutorado em Geografia). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Departamento de Geografia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1977.

REVISTA RURAL. Caqui – Um mar vermelho! In: Revista Rural, São Paulo, maio 2008. Disponível em < https://www.revistarural.com.br/Edicoes/2008/Artigos/rev123_caqui.htm >. Acesso em 14/07/2020.

SÃO PAULO (Estado). Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Instituto de Economia Agrícola. Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável. Projeto LUPA 2016/ 2017: Censo Agropecuário do Estado de São Paulo. São Paulo: SAA:CDRS, 2019. Disponível em < http://www.cdrs.sp.gov.br/projetolupa/index.php >. Acesso em 18/06/2020.

SÃO PAULO (Estado). Valinhos, terra do figo e da goiaba, teve apoio da Secretaria de Agricultura em seu desenvolvimento. In: Governo do Estado de São Paulo: Agricultura e Abastecimento, São Paulo, 30/01/2020. Disponível em < https://www.agricultura.sp.gov.br/noticias/valinhos-terra-do-figo-e-da-goiaba-teve-apoio-da-secretaria-de-agricultura-em-seu-desenvolvimento/ >. Acesso em 06/07/2020.

TECCHIO, M. A. et. al. Caqui – Panorama nacional da produção. In: Campo & Negócios On Line, Uberlândia, 17/05/2019. Disponível em < https://revistacampoenegocios.com.br/caqui-panorama-nacional-da-producao/ >. Acesso em 07/07/2020.

VIEIRA, A. L. Tradição asiática em plantas: História, sabor e propriedades nutricionais fazem do caqui uma fruta pra lá de especial. In: Revista Natureza – Jardinagem, casa de campo, paisagismo, São Paulo, 10/07/2019. Disponível em < https://revistanatureza.com.br/tradicao-asiatica/ >. Acesso em 17/07/2020.

VERDI, A. R. Preservation, innovation and governance: Geographical indication of grapes in Jundiaí (Brazil). In: Anais do BIO Web of Conferences 15, 42nd World Congresso of Vine and Wine, 2019. Anais... Geneva (Switzerland): EDP Sciences, 2019. 06 p. Disponível em < https://www.bio-conferences.org/articles/bioconf/pdf/2019/04/bioconf-oiv2019_03016.pdf >. Acesso em 16/06/2020.

Publicado

2022-09-22

Como Citar

BREDARIOL, M. A. A agricultura familiar fruticultora nos municípios de Itatiba, Louveira, Valinhos e Vinhedo: aspectos socioeconômicos e culturais no contexto regional paulista. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 26, n. 2, 2022. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.187116. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/187116. Acesso em: 30 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos