Efeitos da pandemia de Covid-19 na dinâmica territorial do turismo nos municípios paulistas de relevância patrimonial

Autores

  • Gabrielle Cifelli Unicamp. Fatec Itu

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.200971

Palavras-chave:

Turismo, Patrimônio Cultural, Patrimônio Natural, Pandemia de Covid-19

Resumo

A pandemia de Covid-19 afetou de forma significativa a atividade turística resultando em transformações na intensidade dos fluxos turísticos e na dinâmica territorial da atividade nos destinos turísticos potencialmente atrativos como as Estâncias Turísticas do Estado de São Paulo detentoras de Patrimônios Culturais e Naturais  representativos. Essa pesquisa tem como objetivo  analisar as características do turismo durante o período da pandemia, em suas diversas fases, nos municípios paulistas que possuem relevância patrimonial visando averiguar as transformações ocorridas na dinâmica territorial da atividade com relação à intensidade, propósitos e destinação dos fluxos turisticos. Os dados e informações coletadas basearam-se principalmente, na realização de entrevistas semi-estruturadas com os gestores da área de Turismo e Cultura dos municípios pesquisados, resultando na constatação do aumento do turismo de proximidade, principalmente, nos destinos interioranos,  e do workcation nos destinos litorâneos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARANTES, O. Uma estratégia fatal. A cultura nas novas gestões urbanas. In: ARANTES, O, VAINER, C. e MARICATO, E. A cidade do pensamento único. Desmanchando consensos. Petrópolis: Vozes, 2000, p. 11-74.

ARGAN. G. C. História da arte como história da cidade. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

BERTONCELLO R.; TRONCOSO, C. Vínculos entre patrimonio natural y turismo:una revisión para el caso argentino. Pasado Abierto. Revista del CEHis, nº8, Mar del Plata. Julio-Diciembre 2018, p. 74-93.

BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 2004.

CARNEIRO, J.; ALLIS. T. Como se move o turismo durante a pandemia da COVID-19? Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, São Paulo, 15 (1), 2212, 2021. Disponível em: http://dx.doi.org/10.7784/rbtur.v15i1.2212. Acesso em 13/07/2022.

CONSELHO DE DEFESA DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO, ARQUEOLÓGICO, ARTÍSTICO E TURÍSTICO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Disponível em: http://condephaat.sp.gov.br/ . Acesso em: 15/07/2022.

CIFELLI, Gabrielle. A refuncionalização turística do patrimônio cultural: os novos usos do território apropriado pelo turismo em Ouro Preto-MG. In: PAES, Maria Tereza; OLIVEIRA, Melissa Ramos da Silva (orgs.). Geografia, Turismo e Patrimônio Cultural. São Paulo: Annablume/FAPESP, 2010, p. 113-138.

CIFELLI, Gabrielle. Imagem representação e o uso turístico do Patrimônio Mundial: uma análise de Ouro Preto e Salvador.(Tese de Doutorado). Instituto de Geociências, Unicamp, 2015.

COELHO, M. H. P; SAKOWSKI, P.A.M. Perfil da mão de obra do turismo no Brasil nas atividades características do turismo e em ocupações. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada.- Brasília : Rio de Janeiro : Ipea, 2014.

CRUZ, Rita de Cássia Ariza da. Ensaio sobre a relação entre Estado, políticas públicas de turismo e desenvolvimento regional no Brasil. Confins (Paris), v. 1, p. 1-15, 2020.

CRUZ, R. C. A.; BEIL, I. M.; BARRETTI, D. R.; ALLIS, T. “Por uma geografia do movimento”: reflexões sobre as práticas de turismo durante a pandemia de Covid-19 no estado de São Paulo. Formação (Online), v. 29, n. 55 - Dossiê, p. 79-101, 2022.

DELPHINO. R. B. A gestão do desenvolvimento econômico conflitando com o patrimônio natural e cultural de São Sebastião – SP. Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, v. 3, n. 2, 2009, p. 49-70.

INSTITUTO LINHA D´ÁGUA. Conservação da Sociobiodiversidade. Disponível em: https://www.linhadagua.org.br/ Acesso em: 30/07/2022.

INSTITUTO SOCIOAMBIENTAL. Disponível em: https://futuro.socioambiental.org/. Acesso em: 15/07/2022.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br. Acesso em: 25/07/2022.

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO: SECRETARIA DE TURISMO E VIAGENS. Disponível em: https://www.turismo.sp.gov.br/. Acesso em: 13/07/2022.

HARVEY, David. Condição pós-moderna. São Paulo: Loyola, 1992.

JEUDY, Henri-Pierre. Espelho das cidades. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2005.

MAGNANI. J. C. C. Santana do Parnaíba: memória de cotidiano. In: ABREU, R. CHAGAS, M. S.; M. DOS SANTOS (Orgs). Museus, coleções e patrimônios: narrativas polifônicas. Rio de Janeiro: Garamond, 2007. p. 110-123.

PAES, Maria Tereza Duarte. Centros Históricos - mercantilização e territorialidades do patrimônio cultural urbano. GEOgraphia (UFF), v. 14, 2005, p. 43-58.

PAES-LUCHIARI. Maria Tereza. Turismo e patrimônio natural no uso do território. In: PAES LUCHIARI, M. T; SERRANO, C; BRUHNS, H. T. (orgs) Patrimônio, Natureza e Cultura. Campinas, SP: Papirus, 2007, p. 25-46.

PECSEK, B. (2018). Working on holiday: The theory and practice of workcation. Balkans Journal of Emerging Trends in Social Sciences, v.1, p.1-13.

PINHEIRO, M. L. B. Preservação de sítios urbanos tombados: a atuação do CONDEPHAAT em Cananéia e Iguape, no Estado de São Paulo. 2013, Anais do Encontro Internacional ArquiMemória. Salvador: IAB-BA, 2013.

PLATUM : Plano de Turismo Municipal : Cidade de São Paulo 2019/2021 : perspectiva 2030. -- São Paulo: Secretaria Municipal de Turismo : São Paulo Turismo, 2019.

PRADO-SANTOS, C. M.; PAES-LUCHIARI, M. T. D. P. A espetacularização do patrimônio cultural de São Luiz do Paraitinga/SP. Portal Vitruvius/Seção Arquitextos nº. 088, Texto Especial 441 - ISSN 1809-6298 – São Paulo, 2007. Disponível em: http://www.vitruvius.com.br/arquitextos/arq000/esp441.asp. Acesso em 26/07/2022.

SÃO PAULO. Decreto 64881, de 22 de março de 2020 – Governo do Estado de São Paulo. Disponível em: https://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/decreto/2020/decreto-64881-22.03.2020.html Acesso em: 28/07/2022.

SECRETARIA MUNICIPAL DE TURISMO DE UBATUBA. Disponível em: https://turismo.ubatuba.sp.gov.br/. Acesso em: 13/07/2022.

SATAWEDIN, P. Similarities and Differences between Remote Working, Staycation, Workcation, and Digital Nomadism: Documentary Research.

SECRETARIA DE TURISMO DO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Cartilha de orientação para Municípios de Interesse Turístico de acordo com a Lei 1261/2015. Disponível em https://www.turismo.sp.gov.br/publico/include/download.php?file=108. Acesso em: 2/06/2022.

ZHIWEI LIN, C. J.; WONG, I. A.; KOU, I. T. E., ZHEN, X. Inducing wellbeing through staycation programs in the midst of the Covid-19 crisis. Tourism Management Perspectives, v. 40, 2021. doi: https://doi.org/10.1016/j.tmp.2021.100907.

TULIK, O. Residências secundárias: as fontes estatísticas e a questão conceitual. Turismo em Análise, São Paulo, v. 6, n. 2, 1995, P. p. 22-35.

SANCHEZ. S. VOLTES-DORTA A. CUGUERÓ-ESCOFET. N. An early assessment of the impact of COVID-19 on air transport: Just another crisis or the end of aviation as we know it? Journal of Transport Geography, n. 86, 2020, p. 1-8.

Publicado

2022-12-13

Como Citar

CIFELLI, G. Efeitos da pandemia de Covid-19 na dinâmica territorial do turismo nos municípios paulistas de relevância patrimonial. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 26, n. 3, p. 262-281, 2022. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.200971. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/200971. Acesso em: 24 fev. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: Turismo em tempos de pandemia