SETENTA ANOS DA AGB: AS TRANSFORMAÇÕES DO ESPAÇO E A GEOGRAFIA DO SÉCULO XXI1 OCULTAÇÃO DO ESPAÇO E DA GEOGRAFIA

Autores

  • Arlete Moysés Rodrigues Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2005.73970

Palavras-chave:

Geografia, Território, Relações de Trabalho, Produção do Espaço

Resumo

O texto debate alterações da divisão territorial do trabalho, da produção e reprodução do espaço, das relações de trabalho, do avanço técnico-científico, desde a criação da AGB em 1934. Mostra um aparente paradoxo entre a importância do espaço para o sucesso do modo de produção capitalista e a forma como se tenta ocultar sua importância. Destaca que é a importância do objeto de estudo dos geógrafos torna difícil sua inserção no emaranhado das ciências. Debate os deslocamentos discursivos com o predomínio do neoliberalismo, das corporações multinacionais o que implica, para os geógrafos, vencer muitos desafios para desvendar o que se oculta nos discursos dominantes no século XXI.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arlete Moysés Rodrigues, Universidade Estadual de Campinas

Professora Doutora Colaboradora do Departamento de Sociologia da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP.

Downloads

Publicado

2005-08-30

Como Citar

RODRIGUES, A. M. SETENTA ANOS DA AGB: AS TRANSFORMAÇÕES DO ESPAÇO E A GEOGRAFIA DO SÉCULO XXI1 OCULTAÇÃO DO ESPAÇO E DA GEOGRAFIA. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 9, n. 1, p. 21-33, 2005. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2005.73970. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/73970. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos