PARA AS NOVAS GERAÇÕES: A ATUALIDADE DA SOCIOLOGIA CRÍTICA

Autores

  • Mônica de Carvalho Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2005.73978

Palavras-chave:

Pós-modernidade, objetividade científica, razão instrumental, papel do intelectual, sociologia crítica.

Resumo

A crítica pós-moderna colocou em questão a produção do conhecimento objetivo no âmbito das ciências humanas, inviabilizando a possibilidade de uma interpretação crítica da sociedade contemporânea. Diante da emergência dos diferentes sentidos históricos, o intelectual contemporâneo abdicou de seu papel público de evidenciar, diante das contradições impostas pela sociedade capitalista, as possibilidades de superação de um eterno presente, resignando-se a um relativismo moral, que antes contribui para manter aprisionados os sujeitos que deveriam ter sido libertados com a crítica ao cientificismo e à dominação de uma razão instrumental. O presente artigo pretende problematizar estas questões e evidenciar a necessidade de se colocar novamente em debate o papel do intelectual na sociedade contemporânea, bem como a relevância do pensamento crítico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mônica de Carvalho, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Professora Doutora do Departamento de Sociologia da Faculdade de Ciências Sociais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP.

Downloads

Publicado

2005-08-30

Como Citar

CARVALHO, M. de. PARA AS NOVAS GERAÇÕES: A ATUALIDADE DA SOCIOLOGIA CRÍTICA. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 9, n. 1, p. 139-153, 2005. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2005.73978. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/73978. Acesso em: 31 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos