Território da Violência: um olhar geográfico sobre a Violência Urbana

Autores

  • Ignez Ferreira Costa Barbosa Ferreira Universidade de Brasília
  • Nelba Azevedo Penna Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2005.73979

Palavras-chave:

Violência urbana;, território da violência;, urbanização excludente;, violência no Distrito Federal.

Resumo

O trabalho aborda a violência de um ponto de vista geográfico, isto é, espacial. Mas não é a espacialização do fenômeno da violência, o local onde ela ocorre. É a territorialização, a formação do território da violência, o que implica em realimentar a violência pela via da inércia espacial e pelo papel do espaço no processo social. Assim, existiria sempre a possibilidade dessa territorialização na formação do espaço urbano, dentro da lógica dos processos sociais atuais. De um lado, a extrema valorização do espaço urbano. De outro a exclusão social de camadas da população e de atividades a ela ligadas. Esse espaço sem lei torna-se o reduto da ilegalidade, passa a ser o quartel general da ilegalidade e tem na população pobre o seu exército de reserva. Assim, o espaço vai realimentar a face perversa do processo social excludente da violência urbana. O trabalho trata da produção do território da violência no Distrito Federal.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Ignez Ferreira Costa Barbosa Ferreira, Universidade de Brasília

    Professora Pesquisadora Associada – Núcleo de Estudos Urbanos e Regionais – Universidade de Brasília.

  • Nelba Azevedo Penna, Universidade de Brasília

    Professora Doutora do Departamento de Geografia da Universidade de Brasília.

Downloads

Publicado

2005-08-30

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

FERREIRA, Ignez Ferreira Costa Barbosa; PENNA, Nelba Azevedo. Território da Violência: um olhar geográfico sobre a Violência Urbana. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), São Paulo, Brasil, v. 9, n. 1, p. 155–168, 2005. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2005.73979. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/73979.. Acesso em: 15 jun. 2024.