ARQUÉTIPOS, FANTASMAS E ESPELHOS

Autores

  • Maurício Waldman Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2008.74080

Palavras-chave:

Imaginário, Arquétipo espacial, Territorialidade, Tempo-espaço, Civilização Ocidental, Discriminação racial.

Resumo

Este texto é o desdobramento final de Imaginário, Espaço e Discriminação Racial, artigo publicado no exemplar nº 14 da Revista GeoUsp (2003, pp. 45-63). Assim sendo, em continuidade este texto assinala os vínculos existentes entre o espaço, tanto nas suas dimensões concretas quanto nas imaginárias, com a questão da discriminação racial, articulando ambas temáticas por sua vez com a relação mantida entre as sociedades e a natureza. Para além da localização do racismo exclusivamente em nível da concretude social, o ensaio busca evidenciar, pois uma cartografia e a uma geografia imaginária, entendida como matriz para a revivificação e/ou ressemantização de dinamismos espaciais excludentes. Neste contexto, a eclosão de uma interpretação linear e progressiva do tempo social, firmada na supressão do espaço pelo tempo, uma inferência entendida neste material como específica à modernidade, é vista como básica para a origem de formas genuinamente racistas de discriminação. Por conseguinte, o racismo seria pertinente exclusivamente ao padrão civilizatório ocidental e a nenhum outro. A discriminação racial seria resultante de uma civilização que suprimiu o espaço em função do tempo, processo este articulado com a negação do outro e das pulsões da natureza. Por fim, o texto busca esclarecer a respeito das conseqüências da discriminação e sobre a reconstrução das diferenças, tais como estas se especificam no contexto da Globalização

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maurício Waldman, Universidade de São Paulo

Sociólogo, Mestre em Antropologia na Universidade de São Paulo (USP) e Doutor em Geografia

Downloads

Publicado

2008-12-30

Como Citar

WALDMAN, M. ARQUÉTIPOS, FANTASMAS E ESPELHOS. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 12, n. 2, p. 44-64, 2008. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2008.74080. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/74080. Acesso em: 28 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos