ONTOLOGIA SISTÊMICA: CONSTRUÇÃO DO ESPAÇO E PERSPECTIVA AMBIENTAL

Autores

  • Rodrigo Dutra Gomes Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2009.74115

Palavras-chave:

Sujeito/objeto, Teoria sistêmica, Espaço geográfico, Estudos ambientais, Estudos complementares.

Resumo

A dicotomia sujeito/objeto historicamente se refere tanto a distância ontológica (existencial) entre o Ser humano e a causalidade física da Natureza, como da relação do sujeito conhecedor com o objeto do conhecimento. Devido a esta distância, o conhecimento fragmentou-se em sumariamente Humano e Físico. Os desafios e problemas postos atualmente exigem que os diferentes conhecimentos se articulem, requerendo o esclarecimento das bases teóricas e metodológicas que permitirão isso. Nesta perspectiva, procurou-se demonstrar que, desenvolvimentos como às teorias sistêmicas e aspectos da Físico-Química etc, ligados a visão de uma Natureza “restaurada”, embasam uma visão mais flexível da relação sujeito/objeto, elevando a discussão para além dos antagonismos históricos de descrição. A Geografia apresenta-se estrategicamente localizada, com o espaço geográfico se construindo na relação do Homem (sujeito), no devir social, com a Natureza (objeto). A visão sistêmica desta relação trata de aspectos fundamentais da construção do espaço, afirmando tanto a sua unidade de construção como multi-dimensionalidade de descrição. Para a perspectiva ambiental tal visão poderá ajudar a embasar futuros trabalhos práticos complementares entre as perspectivas geográficas humanas e físicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Dutra Gomes, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Geógrafo doutorando em Geografia pelo Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas (IG, UNICAMP)

Downloads

Publicado

2009-08-30

Como Citar

GOMES, R. D. ONTOLOGIA SISTÊMICA: CONSTRUÇÃO DO ESPAÇO E PERSPECTIVA AMBIENTAL. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 13, n. 1, p. 109-122, 2009. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2009.74115. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/74115. Acesso em: 17 jan. 2021.

Edição

Seção

Artigos