CARACTERIZAÇÃO DOS AREAIS DA BACIA DO RIBEIRÃO SUJO, MUNICÍPIO DE SERRANÓPOLIS/GO

  • Marluce Silva Sousa Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística
Palavras-chave: Cerrado, Fragilidade ambiental, Uso e manejo do solo, Areais.

Resumo

A microbacia do Ribeirão Sujo, bacia do Paranaíba, abrange uma área de 164 km2 no município de Serranópolis, na microrregião Sudoeste de Goiás, apresentando extensas manchas de solos arenosos degradados e sem cobertura vegetal, chamados de “areais”. Nesta microbacia foram analisados os condicionantes naturais e as transformações da paisagem pelos processos sociais para compreender a formação dos areais. O objetivo deste trabalho é apresentar os principais aspectos dos areais, com ênfase na compreensão do nível de degradação do solo. O processo de formação de areais envolve uma dinâmica que se desencadeou a partir da carência de nutrientes e do manejo inadequado do solo numa área de forte fragilidade potencial, originando pequenas manchas de areia exposta, desencadeando processos erosivos e degradação do solo, associados à excessiva pressão de pastejo, o que, por sua vez, facilitou a expansão dos areais. A dimensão dos areais já perfaz 1,4% da área da microbacia, tendo o maior deles cerca de 79 ha. Sugere-se, de imediato, a implantação de medidas mitigadoras para conter o avanço dos areais e, com tempo, a sua possível recuperação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marluce Silva Sousa, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística
Técnica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)
Publicado
2009-12-30
Como Citar
Sousa, M. (2009). CARACTERIZAÇÃO DOS AREAIS DA BACIA DO RIBEIRÃO SUJO, MUNICÍPIO DE SERRANÓPOLIS/GO. GEOUSP: Espaço E Tempo (Online), (26), 93-112. https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2009.74130
Seção
Artigos