DESAFIOS DA PRODUÇÃO AGRÍCOLA CAMPONESA NOS ASSENTAMENTOS DE REFORMA AGRÁRIA Assentamento Milton Santos – Americana/SP

Autores

  • Larissa Mies Bombardi Universidade de São Paulo
  • Sidneide Manfredini Universidade de São Paulo. Departamento de Geografia
  • Gabriel de Andrade Fernandez Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2009.74132

Palavras-chave:

Extensão, Reforma Agrária, Plano de Assentamento

Resumo

 

Este artigo aborda a Experiência de Extensão em Geografia Agrária coordenada pelas Profas Dras Larissa Mies Bombardi e Sidneide Manfredini, e realizada em conjunto com um grupo de alunos do Depto. De Geografia da USP. Tem como finalidade colaborar com as práticas agrícolas e a comercialização que se iniciam no Assentamento Milton Santos localizado nos municípios de Americana e Cosmopólis – São Paulo. Este assentamento apresenta peculiaridades que se colocam como um grande desafio a sua efetiva implantação. Concebido nos moldes de Comuna da Terra, é constituído em sua quase totalidade por famílias de origem urbana, está localizado em uma região monocultora de cana-de-açúcar e dista cerca de 10km das áreas urbanas dos municípios aos quais está afeto (Americana, Cosmópolis e Paulínia). À medida que se conseguiu agregar competências diversas ao grupo inicialmente constituído exclusivamente por geógrafos, com alunos e professores da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Engenharia Sanitária da Escola Politécnica e da Faculdade de Arquitetura da USP, o projeto foi se ampliando e redirecionando seus objetivos iniciais. A implementação de sistemas agrícolas otimizados, que condicionariam a efetiva implantação do assentamento, torna imprescindível o resgate da cultura camponesa, essencialmente nos elementos que concorrem para a apreensão e apropriação da paisagem, tanto quanto dos conhecimentos científicos embutidos nas tecnologias a serem empregadas, ou dos limites impostos pela legislação que regem o licenciamento ambiental dos projetos de reforma agrária. As ações deste grupo de trabalho passaram a se dar no sentido da intermediação na apropriação destes conhecimentos, numa perspectiva de gestão participativa que venha a concorrer para a estruturação da tessitura social deste coletivo, levando os assentados a se perceberem como sujeitos no processo de produção deste novo espaço

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Larissa Mies Bombardi, Universidade de São Paulo

Profª Drª - Departamento de Geografia, Universidade de São Paulo (USP)

Sidneide Manfredini, Universidade de São Paulo. Departamento de Geografia

Profª Drª do Departamento de Geografia, Universidade de São Paulo

Gabriel de Andrade Fernandez, Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

Graduando em Arquitetura e Urbanismo, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

2009-12-30

Como Citar

BOMBARDI, L. M.; MANFREDINI, S.; FERNANDEZ, G. de A. DESAFIOS DA PRODUÇÃO AGRÍCOLA CAMPONESA NOS ASSENTAMENTOS DE REFORMA AGRÁRIA Assentamento Milton Santos – Americana/SP. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 13, n. 2, p. 135-148, 2009. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2009.74132. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/74132. Acesso em: 24 set. 2021.

Edição

Seção

Notas de pesquisa de campo