MAPEAMENTO DE UNIDADES DE RELEVO NA MÉDIA SERRA DO ESPINHAÇO MERIDIONAL - MG

Autores

  • Éric Andrade Rezende Sem Registro de Afiliação
  • André Augusto Rodrigues Salgado Sem Registro de Afiliação

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2011.74231

Palavras-chave:

Serra do Cipó, Unidades de relevo, Cartografia geomorfológica, SRTM.

Resumo

O presente trabalho propõe um mapeamento de unidades de relevo para a porção sul do terço médio da Serra do Espinhaço Meridional. As unidades de relevo foram delimitadas a partir da análise integrada de cartas temáticas e imagens de satélite que permitiram observar variações na morfologia, na altimetria, na declividade, na litoestrutura e na organização da rede de drenagem. A etapa de cartografia digital, processada no software ArcGis 9.2, se baseou na utilização de produtos SRTM (Shuttle Radar Topography Mission). Os procedimentos metodológicos também incluíram trabalhos de campo e pesquisa bibliográfica. Foi empregada a taxonomia do mapeamento geomorfológico proposta pelo IBGE (2009), através da qual foram individualizadas quatorze Unidades Geomorfológicas. As unidades estão distribuídas entre cinco diferentes compartimentos do seguinte modo: dois planaltos, duas escarpas, seis depressões, três conjuntos de cristas e um conjunto de patamares. Foi possível observar que a disposição geral das unidades reflete o forte controle litoestrutural imposto ao relevo regional. Destaca-se a resistência diferenciada das diversas litologias frente aos processos denudacionais e a influência da neotectônica na geomorfogênese.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABREU, A. A. Análise geomorfológica: reflexão e aplicação: Uma contribuição ao conhecimento das formas de relevo do Planalto de Diamantina-MG. 1982, 296 f. Tese (Livre Docência) – Departamento de Geografia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1982.

ALMEIDA-ABREU, P. A. O Supergrupo Espinhaço da Serra do Espinhaço Meridional (Minas Gerais): o Rifte, a Bacia e o Orógeno. Geonomos, Belo Horizonte, v. 3, n. 1, p. 1-18, 1995.

ALMEIDA-ABREU, P. A.; RENGER, F. E. Serra do Espinhaço Meridional: um orógeno de colisão do Mesoproterozóico. Revista Brasileira de Geociências, São Paulo, v. 32, n. 1, p. 1-14, 2002.

CARVALHO, T. M; BAYER, M. Utilização dos produtos da “Shuttle Radar Topography Mission” (SRTM) no mapeamento geomorfológico do Estado de Goiás. Revista Brasileira de Geomorfologia, Goiânia, v. 9, n. 1, p. 35-41, 2008.

FLORENZANO, T. G. Cartografia. In: FLORENZANO, T. G. (Org.). Geomorfologia: Conceitos e tecnologias atuais. 1 ed. São Paulo: Oficina de Textos, 2008, p. 105-128.

FONSECA, B. M.; AUGUSTIN, C. H. R. R.; MOURA, A. C. M. O Uso do Geoprocessamento para o Mapeamento Geomorfológico da Serra do Espinhaço Meridional. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOMORFOLOGIA, 7, 2008, Belo Horizonte. Anais do... Belo Horizonte: UGB, 2008. CD-ROM.

GONTIJO, B. M. Uma geografia para a Cadeia do Espinhaço. Megadiversidade. v. 4, n. 1-2, p. 7-15, 2008.

GONTIJO, A. H. F. O Relevo da Serra do Cipó, Espinhaço Meridional. 1993, 118 f. Dissertação (Mestrado) – Departamento de Geografia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1993.

GROSSI-SAD, J. H.; LOBATO, L. M.; PEDROSAS O AR E S , A . C . ; S O AR E S - F I L H O , B . S . (coordenadores e editores). Projeto Espinhaço em CD-ROM (textos, mapas e anexos). Belo Horizonte: COMIG - Companhia Mineradora de Minas Gerais.

IBGE. Manual técnico de geomorfologia. 2. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 182 p., 2009.

MARENT, B. R.; SALGADO, A. A. R. Mapeamento das unidades do relevo da porção nordeste do Quadrilátero Ferrífero-MG. Geografias, Belo Horizonte, v. 6, n. 1, p. 118-139, 2010.

NEVES, S. C.; ALMEIDA-ABREU, P. A.; FRAGA, L. M. S. Fisiografia. In: SILVA, A. C. et al. Serra do Espinhaço Meridional: Paisagens e Ambientes. Belo Horizonte: O Lutador, 2005. p. 47-58.

REZENDE, E. A.; LEÃO, M. R.; SALGADO, A. A. R.; OLIVEIRA, C. K. R.; NALINI JÚNIOR, H. A. A influência litológica nas taxas de denudação geoquímica do médio Espinhaço Meridional/MG. Sociedade e Natureza. No prelo 2011.

ROSS, J. L. S. O registro cartográfico dos Fatos Geomórficos e a Questão da Taxonomia do Relevo, Revista do Departamento de Geografia, FFLCHUSP, São Paulo, n.6, p.17-29, 1992.

SAADI, A. A geomorfologia da Serra do Espinhaço em Minas Gerais e de suas margens. Geonomos, Belo Horizonte, v. 3, n. 1, p. 41-63, 1995.

SAADI, A.; COSTA, R. D. . Morphotectonics of an internal region of passive margin: the Minas Gerais state (Southeastern Brazil). In: REGIONAL CONFERENCE ON GEOMORPHOLOGY, 1999, Rio de Janeiro. Proceedings of Regional Conference on Geomorphology. Rio de Janeiro: União da geomorfologia Brasileira/UFRJ, 1999. v. 1. p. 136-137.

SAADI, A.; MACHETTE, M. N.; HALLER, K. M.; DART, R. L.; BRADLEY, L.; SOUZA, A. M. P. D. Map and Database of Quaternary Faults and Lineaments in Brazil. Denver: USGS, 2002. 59 p.

SILVA, J. R.; SALGADO, A. A. R. Mapeamento das unidades de relevo da região da Serra do Gandarela - Quadrilátero Ferrífero-/MG. Geografias, Belo Horizonte, v. 5, n. 2, p. 107-125, 2009.

VALADÃO, R. C. Geodinâmica de Superfícies de Aplanamento, Desnudação Continental e Tectônica Ativa como condicionantes da Megageomorfologia do Brasil Oriental. Revista Brasileira de Geomorfologia, Uberlândia, v.10, n. 2, p. 77-90, 2009.

VALENTE, E. L. Relações solo-vegetação no Parque Nacional da Serra do Cipó, Espinhaço Meridional, Minas Gerais. 2009. 138 f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.

Downloads

Publicado

2011-04-30

Como Citar

REZENDE, Éric A.; SALGADO, A. A. R. MAPEAMENTO DE UNIDADES DE RELEVO NA MÉDIA SERRA DO ESPINHAÇO MERIDIONAL - MG. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 15, n. 3, p. 45-60, 2011. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2011.74231. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/74231. Acesso em: 2 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos