CARNAVAL DAS ESCOLAS DE SAMBA DA CIDADE DE SÃO PAULO: AS IMPOSIÇÕES DO MERCADO E AS REAÇÕES DO LUGAR

Autores

  • Vanir de Lima Belo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2013.74951

Palavras-chave:

Carnaval, Cidade, Cultura, Escolas de samba, São Paulo.

Resumo

Ao longo de seu desenvolvimento, o carnaval das escolas de samba na cidade de São Paulo passou por diversas transformações acompanhando o crescimento da cidade e adaptando-se aos novos conteúdos urbanos e a imposições políticas e técnicas. Todavia, ainda guarda um caráter genuíno atrelado à festa, característica de sua gênese. Diante disso, o objetivo é compreender a dinâmica territorial das escolas de samba em São Paulo através da análise do processo de produção do carnaval que inclui a ação de diversos agentes na cidade, considerando a tendência à apropriação dessa manifestação popular pela indústria cultural. E analisar a forma como os membros das escolas de samba produzem cultura e fazem política, utilizando-se dos novos conteúdos técnicos que a cidade oferece, para se organizar e buscar formas de suprir suas necessidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-08-30

Como Citar

BELO, V. de L. CARNAVAL DAS ESCOLAS DE SAMBA DA CIDADE DE SÃO PAULO: AS IMPOSIÇÕES DO MERCADO E AS REAÇÕES DO LUGAR. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 17, n. 2, p. 311-326, 2013. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2013.74951. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/74951. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

PARTE VI - Território e cultura: a força do mercado, a força do lugar