A regionalização do agronegócio da soja em Rondônia

Autores

  • Ricardo Gilson da Costa Silva Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2014.84534

Palavras-chave:

Rondônia, regionalização produtiva, agronegócio, campo e cidade

Resumo

O avanço do agronegócio da soja na Amazônia brasileira resulta do processo de modernização agrícola derivado da ação do capital nos espaços rurais. No sul de Rondônia tem-se a regionalização produtiva da soja que modifica as relações campo-cidade e constitui-se no uso corporativo do território pelas empresas hegemônicas do agronegócio. A redução da população no campo e o crescimento das cidades são os impactos geográficos desse processo que fragmenta o espaço rondoniense a partir da produção desta commodity.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Gilson da Costa Silva, Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

Professor do Departamento de Geografia da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), pesquisador do Laboratório de Geografia e Planejamento Ambiental-LABOGEOPA. Desenvolve pesquisa nas temáticas: Gestão e Dinâmica Territorial, Globalização e Políticas Públicas Territoriais. Desenvolve projetos no campo da Geografia e Extensão Universitária.

Downloads

Publicado

2014-09-20

Como Citar

SILVA, R. G. da C. A regionalização do agronegócio da soja em Rondônia. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 18, n. 2, p. 298–312, 2014. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2014.84534. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/84534. Acesso em: 25 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos