Serviços industriais no Estado de São Paulo: denso tecido de interações espaciais

Autores

  • Amanda Mergulhão Barros Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2015.85210

Palavras-chave:

serviços industriais, São Paulo, especialização, intensificação tecnológica, divisão do trabalho

Resumo

Maiores grau de abertura da economia, acirramento da concorrência, inovação tecnológica contribuem para alterar as relações de produção industriais. Intensificam-se as relações entre fábricas paulistas que produzem bens e serviços para outras indústrias, parcela importante dos chamados Serviços Industriais. Preocupados com esta dinâmica, selecionamos mais de 700 empresas industriais paulistas separadas por ramos de atividade, tamanho e município. Identificamos os principais fluxos que partem dos municípios paulistas em direção a outras regiões, dentro e fora do estado de São Paulo. Os resultados mostram concentração crescente na macrometrópole e na região metropolitana da capital conforme se acentua a intensificação tecnológica necessária para o desempenho da atividade. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AZZONI, Carlos Roberto. Setor terciário e concentração regional no Brasil in DINIZ, Clélio Campolina e LEMOS, Mauro Borges. (Org). Economia e Território. Belo Horizonte/MG: Universidade Federal de Minas Gerais, 2005, capítulo 19, p. 551-571.

BARROS, Amanda Mergulhão Santos. Formação e desenvolvimento do parque industrial paulista segundo as informações censitárias e as pesquisas industriais anuais. 2011. Tese. (Doutorado em Geografia humana) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo.

DANTAS, Eustógio Wanderley Correia. Metamorfoses do setor terciário e terciarização contemporânea. Fotaleza/CE: Revista de Geografia da Universidade Federal do Ceará, 2007, ano 6, nº.12, p. 18-24.

DANIELS, Peter & MOULAERT, Frank. The changing geography of advanced producer services: theoretical and empirical perspectives. London/British: Belhaven Press, 1991.

FREIRE, Carlos T, ABDAL, Alexandre & BESSA, Vagner. Conhecimento e tecnologia: atividades industriais e de serviços para uma São Paulo competitiva. Metamorfoses paulistas, 2010, p 27-62.

FIRKOWSKI, Olga Lúcia C.; SPOSITO, Eliseu S. Indústria, Ordenamento do Território e Transportes – a Contribuição de André Fischer. São Paulo/SP: Editora Expressão Popular, 2008.

GLÜCKLES, J & HAMMER, I. Glückler, J, Hammer, I. A pragmatic service typology: Capturing the distinctive dynamics of services in time and space. Service Industries Journal 31, 2011.

IBGE. Estatísticas Históricas do Brasil: Séries Econômicas, Demográficas e Sociais de 1550 a 1988 in Séries estatísticas retrospectivas. 2ª Edição. Rio de Janeiro: IBGE, 1990.

LENCIONI, Sandra. Cisão Territorial da indústria e integração regional no Estado de São Paulo. In: BRANDÃO, C. A.; GALVÃO, A. C.; GONÇALVES, M. F. Regiões e cidades, cidades nas regiões. São Paulo: Editora Unesp: Anpur, 2003.

KON, Anita. Economia de Serviços: teoria e evolução no Brasil: inclui uma análise sobre o impacto do setor de serviços no desenvolvimento econômico. Rio de Janeiro/RJ: Editora Elsevier, 2004.

MÉNDEZ, Ricardo. Geografía económica: la lógica espacial del capitalismo global. Barcelona/Espanha: Editora Ariel, SA, 1997

SANTOS, Milton (1979). Economia Espacial: Críticas e Alternativas. 2ª edição, 1ª reimpressão, São Paulo/SP: Editora da Universidade de São Paulo, 2007.

SELINGARDI-SAMPAIO Indústria e Território em São Paulo: a Estrutura do Multicomplexo Territorial Industrial Paulista 1950-2005. Campinas/SP: Editora Alínea, 2009.

Downloads

Publicado

2015-04-03

Como Citar

BARROS, A. M. Serviços industriais no Estado de São Paulo: denso tecido de interações espaciais. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 19, n. 1, p. 44-59, 2015. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2015.85210. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/85210. Acesso em: 25 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos