Sensoriamento remoto aplicado à análise chuva-vegetação na Amazônia Central

Autores

  • Ian Marins Seixas Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais
  • Eduardo da Silva Pinheiro Universidade Federal do Amazonas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2014.90073

Palavras-chave:

Amazônia. Sensoriamento remoto. Desmatamento. Precipitação. Clima.

Resumo

Estudos indicam que o desmatamento da Amazônia pode influenciar a redução do fornecimento de umidade para atmosfera e, consequentemente, a precipita- ção. Este artigo apresenta os resultados da aplicação de técnicas de sensoriamen- to remoto para verificar o comportamento da precipitação e da temperatura de brilho do topo de nuvens (TBTN) em nove áreas, com cobertura variando entre desmatamento intenso a floresta praticamente inalterada. Os dados de precipita- ção foram obtidos do satélite TRMM 3B43, os de TBTN, do satélite Goes e os dados do desflorestamento, de Inpe (2011). Os resultados indicaram possíveis al- terações nos padrões de chuva e de formação de nuvens de convecção profunda e tendências negativas de precipitação na área desmatada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ian Marins Seixas, Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais

Bacharel em Geografia Mestre em Geografia Física com enfase em Climatologia Pesquisador em Desastres Naturais

Eduardo da Silva Pinheiro, Universidade Federal do Amazonas

Possui graduação em Geografia - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Mestrado em Sensoriamento Remoto - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais e doutorado em Ciências da Engenharia Ambiental - Universidade de São Paulo. Professor no Departamento de Geografia da UFAM. Atua na área de Geografia e Ambiente, Sensoriamento remoto e SIG.

Referências

AB’SABER, A. Domínio morfoestruturais e morfoclimáticos. Série Mapas, IBGE, 2006.

ALVES, D. S. Space time dynamics of deforestation in Brazilian Amazonia. International Journal of Remote Sensing, v. 23, p. 2903-2908, 2002.

BUTT, N.; OLIVEIRA, P. A. D.; COSTA, M. H. Evidence that deforestation affects the onset of the rainy season in Rondônia, Brazil. Distribution, n. 116, p. 2-9, 2011.

CAMPOS, M. C. C. Pedogeomorfologia aplicada à ambientes amazônicos do médio rio madeira pedogeomorfologia aplicada à ambientes. Tese (Doutorado em Ciências do Solo) – Departamento de Agronomia, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2009.

CORREIA, F. W. S.; MANZI A. Impacto das modificações da cobertura vegetal no balanço de água na Amazônia: um estudo com modelo de circulação geral da atmosfera (MCGA). Revista Brasileira de Meteorologia, v. 21, n. 3, p. 1-15, 2006.

DEBORTOLI, N.; RODRIGUES FILHO, S.; DUBREUIL, V. Deforestation vs. changes in the Amazonian forest of northern Mato Grosso state. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO – SBSR, 15., 2001, Curitiba. Anais... Curitiba: INPE, 2011. p. 2944-2951.

DURIEUX, L.; MACHADO, L. A. T.; LAURENT, H. The impact of deforestation on cloud cover over the Amazon arc of deforestation. Remote Sensing of Environment, v. 86, n. 1), p. 132-140, 2003.

FEARNSIDE, P. M. Desmatamento na Amazônia: dinâmica, impactos e controle. Acta Amazônica, v. 36, n. 3, p. 395-400, 2006.

FECHINE, J. A. L.; GALVINÍCIO, J. D. Aplicação do teste de Mann-Kendall na analise de tendências climáticas em anos de El Niño, 2010. Não publicado.

FISCH, G.; MARENGO, J. A.; NOBRE, C. A. Uma revisão geral sobre o clima da Amazônia. Acta Amazonica, v. 2, p. 101-126, 1998.

GARCIA-CARRERAS, L.; PARKER, D. J. How does local tropical deforestation affect rainfall? Geophysical Research Letters, v. 38, n. 19, oct. 2011. p. 1-6.

IBAMA. INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS. Disponível em: <http://siscom.ibama.gov.br/shapes/>. Acesso em: 27 nov. 2014.

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Estatísticas dos estados, 2010. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/estadosat/>. Acesso em: dez. 2010.

INPE. INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS. Projeto Prodes. Monitoramento da floresta Amazônica brasileira por satélite, 2011. Disponível em: <http://www.obt.inpe.br/prodes/index.html>. Acesso em: mar. 2011.

KAMPEL, S. A.; CÂMARA, G. Análise exploratória das relações espaciais do desmatamento na Amazônia legal brasileira. In: GIS Brasil 2002, 2002, Curitiba. Anais... Curitiba, 2001. Disponível em: <http://www.dpi.inpe.br/gilberto/papers/silvana_gisbrasil2000.pdf>. Acesso em: jun. 2008.

LAURANCE, W. F. Mega-development trends in the Amazon: implications for global changes. Environmental Monitoring and Assessment, n. 61, p. 113-122, 2000.

LIMA, M. S. B.; MAY, P. H. A expansão da fronteira agrícola no sul do Amazonas e sua relação com o incremento do desmatamento nas áreas de cerrados e campos naturais. In: ENCONTRO NACIONAL DA ECOECO, 6., 2005, Brasília, DF. Anais... Brasília, DF, 2005.

MACEDO, M. A.; TEIXEIRA, W. Sul do Amazonas. Nova fronteira agropecuária? O caso do município de Humaitá. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 14., 25-30 abr. 2009, Natal. Anais... Natal: Inpe, 2009. p. 5933-5940.

MELO, M. L.; MARENGO, J. A.; SOARES, W. Clima futuro da Amazônia a partir dos cenários do modelo regional ETA-CCS. In: CONFERÊNCIA CIENTÍFICA INTERNACIONAL: Amazônia em Perspectiva Ciência, Integrada para um Futuro Sustentável, 2008, Manaus. Anais... Manaus: LBA/Geoma/PPBio, 2008.

MMA. MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Download de dados geográficos. Disponível em: <http://mapas.mma.gov.br/i3geo/datadownload.htm>. Acesso em: maio 2011.

MOLION, L. C. B. Climatologia dinâmica da região amazônica: mecanismos de precipitação. Revista Brasileira de Meteorologia, v. 2 n. 1, p. 107-117, 1987.

NASA. NATIONAL AERONAUTICS AND SPACE ADMINISTRATION. Goddard Space Flight Center. Tropical Rainfall Measuring Mission (TRMM), 2011. Disponível em: <http://trmm.gsfc.nasa.gov/>. Acesso em: 27 nov. 2014.

OYAMA, M. D.; NOBRE, C. A. A new climate-vegetation equilibrium state for Tropical South America. Geophysical Research Letters, v. 30, n. 23, p. 2199-2203, 2003.

PITMAN, A.; NARISMA, G. The role of land surface processes in regional climate change: a case study of future land cover change over south western Australia. Meteorology and Atmospheric Physics, v. 89, n. 1-4, p. 235-249, 2005.

ROSS, J. L. S. Geografia do Brasil. São Paulo: Edusp. 2003.

SALATI, E.; NOBRE, C. A. Possible climatic impacts of tropical deforestation. Climatic Change, v. 19, n. 1-2, p. 177-196, 1991.

SAWYER, D. Evolução demográfica, qualidade de vida e desmatamento na Amazônia. Causas e dinâmica do desmatamento na Amazônia. Brasília, DF: Mistério do Meio Ambiente (MMA), 2001.

SELLERS, P. et al. Modeling the exchanges of energy, water, and carbon between continents and the atmosphere. Science, v. 275, n. 5299, p. 502-509, jan. 1997.

SHUKLA, J.; NOBRE, C. A.; SELLERS, P. Amazon deforestation and climate change. Science, v. 247, p. 1322-1325, mar. 1990.

VILA, D. A. et al. Forecast and tracking he evolution of cloud clusters (ForTraCC) using satellite infrared imagery: methodology and validation. American Meteorological Society, v. 23, p. 233-245, 2008.

WANG, J. et al. Impact of deforestation in the Amazon basin on cloud climatology. Proceedings of the National Academy of Sciences, v. 106, n. 10, p. 1-5, 2009a.

WANG, J. et al. Why clouds follow deforestation over the Amazon? Proceedings of the National Academy of Sciences, v. 106, n. 10, p. 3670-3674, 2009b.

Downloads

Publicado

2014-12-12

Como Citar

SEIXAS, I. M.; PINHEIRO, E. da S. Sensoriamento remoto aplicado à análise chuva-vegetação na Amazônia Central. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 18, n. 3, p. 635-649, 2014. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2014.90073. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/90073. Acesso em: 29 jan. 2023.

Edição

Seção

Notas de pesquisa de campo