Relações semânticas em tesauros: contribuições da abordagem pragmática

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v7i2p136-155

Palavras-chave:

Relações semânticas. Pragmatismo. Tesauros. Organização do Conhecimento.

Resumo

Analisa como a abordagem semântica pragmática pode ser adotada para o estabelecimento de relações semânticas em tesauros. No contexto da Organização do Conhecimento, descreve contribuições da abordagem  pragmática às recomendações das normas ANSI/NISO Z39.19(2005) e ISO2594-1(2011). Para as relações de equivalência, essa contribuição diz respeito à percepção de que a distinção do que foi considerado igual ou equivalente para fins de revocação na Recuperação da Informação é uma medida que minimiza as implicações éticas de se escolher uma forma de expressão como termo preferido e proporciona maior flexibilidade ao tesauro. Para as relações hierárquicas, verifica-se a importância de se considerar as diferenças conceituais, pois se as hierarquias são estabelecidas apenas a partir de premissas universalistas podem se tornar demasiadamente rígidas.  Para as relações associativas verifica-se a importância da bibliografia para a identificação das relações que podem guiar o usuário a localizar informações úteis ao alcance de seus objetivos.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Leila Cristina Weiss, Universidade Federal de Santa Catarina
    Aluna de doutorado no Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação e atua como Bibliotecária coordenadora da Biblioteca Setorial do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Santa Catarina.
  • Marisa Bräscher, Universidade Federal de Santa Catarina
    Professora do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal de Santa Catarina. Mestrado e doutorado em Ciência da Informação pela Universidade de Brasília, com dois anos de pesquisa na Université de Nice Sophia Antipolis (França).

Downloads

Publicado

2016-10-07

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

WEISS, Leila Cristina; BRÄSCHER, Marisa. Relações semânticas em tesauros: contribuições da abordagem pragmática. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, Brasil, v. 7, n. 2, p. 136–155, 2016. DOI: 10.11606/issn.2178-2075.v7i2p136-155. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/incid/article/view/99277.. Acesso em: 20 jun. 2024.