Salientando marginalidades. A função dos epitextos na literatura de Pasolini traduzida no Brasil

Autores

  • Lucas de Sousa Serafim Universidade Federal de Santa Catarina
  • Andrea Santurbano Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.v0i33p130-136

Palavras-chave:

Pier Paolo Pasolini, violência, epitexto.

Resumo

A voz de Pier Paolo Pasolini é considerada uma das mais importantes do século XX. Em seus dois romances iniciais, Meninos da vida (1955) e Uma vida violenta (1959), se destaca uma atenção especial aos elementos da marginalidade: seus protagonistas não ocupam lugares privilegiados nos centros urbanos, é valorizado o uso de dialetos e cenas de violência são consideradas como naturais. O aspecto da marginalidade e da violência, sobretudo, é o viés pelo qual Pasolini ganha visibilidade no Brasil, em epitextos como resenhas, notícias, entrevistas, etc. Esta comunicação pretende refletir sobre a função dessas publicações, sobre o diálogo que elas estabelecem com os livros do autor italiano e como elas auxiliam o entendimento das características de suas obras literárias no Brasil.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Lucas de Sousa Serafim, Universidade Federal de Santa Catarina
    É mestre em Literatura pela UFSC, graduado em Letras pela UNESP, atualmente bolsista do CNPq-Brasil e doutorando regular no PPGLit da UFSC, onde desenvolve pesquisa sobre a literatura da década de 1970, com ênfase no autor Giorgio Manganelli, sob a orientação do Prof. Dr. Andrea Santurbano
  • Andrea Santurbano, Universidade Federal de Santa Catarina
    Professor na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), possui Pós-doutorado pela Università di Roma “Tor Vergata” (2015). Co-editor da revista “Mosaico italiano”, atua nas áreas de Literatura Comparada e de Literatura italiana. Dentre as publicações mais recentes, a co-autoria do livro Guido Morselli: eu, o mal e a imensidão (2012) e a co-organização dos volumes Coleções literárias (2013), Fluxos Literários: ética e estética (2013) e Itália do Pós-Guerra (2012). Coordenador do Núcleo de Estudos Contemporâneos de Literatura Italiana – NECLIT (http://neclit.paginas.ufsc.br).

Downloads

Publicado

10/31/2017

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

Serafim, L. de S., & Santurbano, A. (2017). Salientando marginalidades. A função dos epitextos na literatura de Pasolini traduzida no Brasil. Revista De Italianística, 33, 130-136. https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.v0i33p130-136