Entrevista com Piers Armstrong

  • Lohanna Machado Universidade de São Paulo (USP)
Palavras-chave: Piers Armstrong, Literatura brasileira, Internacionalização da Literatura Brasileira

Resumo

Piers Armstrong é brasilianista e professor de línguas modernas na California State University (LA). É autor de Third world literary fortunes: Brazilian Culture and its International Reception (1999) que versa sobre a assimetria entre a recepção anglófona das literaturas da américa hispânica e a brasileira, com prejuízo desta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lohanna Machado, Universidade de São Paulo (USP)

Doutoranda em Literatura Brasileira pela USP desenvolvendo o projeto que leva o título provisório de "Recepção e difusão da literatura brasileira fora do Brasil hoje: diagnóstico e crítica" sob orientação de Jefferson Agostini Mello.
Mestre em Estudos Literários pela UFPR. Dissertação "O pobre-diabo na literatura brasileira: de José Paulo Paes a Chico Lopes" defendida em junho/2016 e orientada por Patrícia Cardoso.
Bacharela em Estudos Literários/Francês pela UFPR. Monografia 'Inspiração machadiana, ironia e ardis implícitos à narrativa memorialista de 'Leite derramado', de Chico Buarque' defendida em 12/2013 e orientada por Sandra Stroparo.
Licenciada em Letras/Português pela UFPR, orientada por Fernando Cerisara Gil.
Três anos de iniciação científica sob orientação de Rejane Pivetta (indústria cultural) e Fernando Gil (formação do romance brasileiro).
Membro da Comissão Editorial da revista Opiniães (B5)
Parecerista na revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul (B3) e na revista Versalete (B4).
Pesquisas e publicações nos seguintes temas: recepção da literatura brasileira fora do Brasil; indústria cultural; relações de poder entre centro e margem; pobres-diabos; memória; ironia; estigma; identidade; prosa brasileira do século XIX aos contemporâneos.

Publicado
2018-12-20
Como Citar
Machado, L. (2018). Entrevista com Piers Armstrong. Opiniães, (13), 36-39. https://doi.org/10.11606/issn.2525-8133.opiniaes.2018.152879