Memórias entre o claro e obscuro

O jogo de luz e sombra como procedimento constitutivo em Lavoura arcaica

Autores

  • Cláudia Ayumi Enabe Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2525-8133.opiniaes.2019.159986

Palavras-chave:

Memória, Chiaroscuro, Lavoura arcaica

Resumo

O presente artigo empreende uma leitura analítico-interpretativa do romance Lavoura arcaica (1975), de Raduan Nassar. Neste estudo, são investigadas, nas diversas temporalidades constitutivas da narração, uma relevante matriz imagética para a formação de sentidos do romance: o jogo de luz e sombras. Os sermões do pai pretendem-se uma apologia aos valores representados pelas imagens “luminosas”, sendo as “trevas” aquilo que deve ser expurgado, excluído, do sistema familiar. Enquanto o patriarca prega uma acentuada dicotomia entre “luzes” e “sombras”, André, o narrador-protagonista, busca por sua vez subverter a concepção dualista do patriarca por meio do estabelecimento de uma relação dialética entre “claridade” e “trevas”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudia Ayumi Enabe, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Cláudia Enabe é graduanda em Letras, com habilitação em Linguística e Português, na Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP).

Referências

ADORNO, Theodor. Notas de Literatura I. [Trad. Jorge de Almeida]. São Paulo: Duas Cidades/ Editora 34, 2012.

ADORNO, Theodor; HORKHEIMER, Max. Dialética do esclarecimento: Fragmentos filosóficos [Trad. Guido Antonio de Almeida]. Rio de Janeiro: Zahar, 2006.

ABATI, Hugo M. F. Da Lavoura arcaica: Fortuna crítica, análise e interpretação da obra de Raduan Nassar. 1999. Dissertação (Mestrado em Estudos Literários) – Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 1999. Disponível em: https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/24282. Acesso em 16/07/19.

AZEVEDO, Estevão Andozia. O corpo erótico das palavras: um estudo da obra de Raduan Nassar. 2015. Dissertação (Mestrado em Literatura Brasileira) – Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8149/tde-28012016-120821/pt-br.php.Acesso em 16/07/19.

BERMAN, Marshall. Tudo que é sólido desmancha no ar. [Trad. Carlos F. Moisés e Ana Maria Ioriatti] São Paulo: Editora Companhia das Letras, 2016.

BENJAMIN, Walter. Origem do drama trágico alemão. [Trad. João Barrento]. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2016a.

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. [Trad. Sérgio Paulo Rouanet]. Obras escolhidas, Vol. 1. São Paulo: Brasiliense, 2016b.

BENJAMIN, Walter. Rua de mão única. Obras escolhidas, Vol 2. [Trad. Rubens Rodrigues Torres Filho; José Carlos Martins Barbosa]. São Paulo: Brasiliense, 2012.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Luz contra luz. [E-book]. Tradução de V. Brito. Lisboa: KYKM, 2015.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Sobrevivência dos vaga-lumes. Tradução de Márcia Arbex. Belo Horizonte: Editora da Universidade Federal de Minas Gerais, 2011.

GENETTE, Gérard. Figuras II. Tradução de Nícia Adan Bonatti. São Paulo: Estação Liberdade, 2015.

GENETTE, Gérard. Figuras III. Tradução de Ana Alencar. São Paulo: Estação Liberdade, 2017.

GOMBRICH, Ernst Hans. The Story of Art. Londres: Phaidon Press Limited, 2011.

LEMOS, Maria José Cardoso. Une poétique de l’intertextualité : Raduan Nassar ou la littérature comme écriture infinie. 2004. Tese (Doutorado em Estudos Lusófonos-Literatura Brasileira). Estudos Ibéricos e Latino-Americanos, Université Sorbonne Nouvelle, Paris III, Paris, 2004.

MARX, Karl. O Capital: Crítica da economia política. Livro I: O processo de produção do capital. [Trad. De Rubens Enderle]. São Paulo: Boitempo, 2013.

NASSAR, Raduan. Um copo de cólera. São Paulo: MEDIAfashion, 2012.

NASSAR, Raduan. Lavoura arcaica. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.

NASSAR, Raduan. Menina a caminho. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

PERRONE-MOISÉS, Leyla. Da cólera ao silêncio. In: Cadernos de literatura brasileira: Raduan Nassar, pp. 61-77. São Paulo: Instituo Moreira Salles, 2001.

PINTO-SEDLMAYER, Sabrina. Ao lado esquerdo do pai. Belo Horizonte: Editora da Universidade Federal de Minas Gerais, 1997. Disponível em: http://www.letras.ufmg.br/site/e-livros/Ao%20Lado%20Esquerdo%20do%20Pai.pdf. Acesso em 16/07/19.

RANCIÈRE, Jacques. O inconsciente estético. [Trad. de Mônica Costa Netto]. São Paulo: Editora 34, 2009.

RODRIGUES, André Luis. Ritos da paixão em Lavoura arcaica. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2006.

Downloads

Publicado

2019-12-27

Como Citar

Enabe, C. A. (2019). Memórias entre o claro e obscuro: O jogo de luz e sombra como procedimento constitutivo em Lavoura arcaica. Opiniães, (15), 235-257. https://doi.org/10.11606/issn.2525-8133.opiniaes.2019.159986