Uma adaptação teatral do romance Chão dos Lobos, de Dalcídio Jurandir

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2525-8133.opiniaes.2021.190359

Palavras-chave:

Dalcídio Jurandir, Romance de formação, Oficina de teatro, Vida na favela

Resumo

Este roteiro cênico é um dos resultados da oficina teatral que realizei entre 2009 e 2014 com um grupo de professores e alunos de uma escola pública de ensino médio no bairro de Terra Firme, na periferia de Belém. Elaboramos roteiros cênicos e realizamos apresentações teatrais dos cinco romances do escritor paraense Dalcídio Jurandir, que têm como cenário os subúrbios de Belém: de Passagem dos Inocentes (1963) até Chão dos Lobos (1976). Este romance narra a vida do jovem Alfredo na favela “Não-Se-Assuste”, que é propriedade de latifundiários: os Lobos. Na nossa adaptação teatral condensamos o conteúdo deste romance de 300 páginas em dez cenas, num total de 15 páginas. Apresentamos os diálogos de Alfredo com os moradores da favela, seus contatos com festas populares, sua viagem-fuga ao Rio de Janeiro e sua volta à periferia de Belém. Com este romance e os quatro anteriores, Dalcídio Jurandir superou a forma tradicional de representação da Amazônia nos moldes do regionalismo. Ele tornou-se precursor de uma nova visão, que é global e apresenta a periferia de Belém como um caso paradigmático do nosso mundo atual, que foi denominado com muita propriedade pelo urbanista e historiador Mike Davis de Planeta Favela (2006).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BOLLE, Willi. Cenas de vida numa favela: Chão dos Lobos. In: BOLLE, Willi. Boca do Amazonas: sociedade e cultura em Dalcídio Jurandir. São Paulo: Edições SESC, 2020, p. 259-274.

JURANDIR, Dalcídio. Chão dos Lobos. 2ª ed. Bragança: Pará.grafo Editora, 2019 (1ª ed., 1976).

Downloads

Publicado

2021-12-30

Como Citar

Bolle, W. (2021). Uma adaptação teatral do romance Chão dos Lobos, de Dalcídio Jurandir. Opiniães - Revista Dos Alunos De Literatura Brasileira, (19), 174-195. https://doi.org/10.11606/issn.2525-8133.opiniaes.2021.190359