Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Espaços missionários transformados: a apropriação da terra pelos índios numa aldeia jesuítica da costa atlântica (século XVIII-XIX)

Susana de Matos Viegas

Resumo


Neste artigo proponho uma análise da territorialidade vivida pelos índios que habitavam na vila de Olivença (sul da Bahia) no período colonial, à luz de enfoques trazidos pela etnografia contemporânea. Mostro que a própria política missionária de fixação criou espaços transformados — tanto da mata e dos locais onde os índios cultivavam as suas roças como da própria sede da missão — que conseguimos configurar como territorialidades numa historicidade ameríndia. Serão principalmente exploradas visões da territorialidade a partir da posse e da responsabilidade individual finita em cuidar do espaço. O artigo visa contribuir para o alargamento da história das territorialidades ameríndias, partindo dos regimes de posse que resultam desta articulação entre os projetos territoriais coloniais e as vivências e apropriações ameríndias do espaço. 


Palavras-chave


posse da terra, transformações do espaço ameríndio, missões jesuíticas, territorialidade, Tupinambá de Olivença

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2015.102100

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.