Equipe Editorial

Editor Executivo:
Marcos Silveira Buckeridge (Diretor do IB-USP)

Editores-Chefes:
Administrativo: Juliana Sobral de Barros
Divulgação Científica: Karen dos Santos Toledo
Projetos: Henrique Rodrigues Vieira

Editores de Área:
Botânica: Bruno Edson Chaves
Ecologia e Biogeografia: Fabiann Lucena da Ponte
Paleontologia e Biologia Evolutiva: Bruno Edson Chaves
História e Filosofia da Ciência e Ensino de Biologia: Felipe Tsuzuki
Fisiologia e Epidemiologia: Laila Asth e Henrique Rodrigues Vieira
Genética e Biologia Molecular: Juliana Sobral de Barros
Zoologia e Etologia: Karen dos Santos Toledo

Editores de Seção:
Biogeografia e Paleontologia: Aderson Stanrley Peixoto Santos (Biogeografia) e Fabiana Rodrigues Costa Nunes (Paleontologia)
Biologia Evolutiva: Alipio Benedetti e Carlos Ribeiro Vilela
Botânica: Priscila Barreto de Jesus e e Ricardo Silva Batista Vita
Ecologia: Davidson Sodré (Filogeografia e Genética de Populações), Fabricio Beggiato Baccaro (Ecologia Evolutiva, Interações Parasita-Hospedeiro e Ecologia de Comunidades), Francisco Vasconcelos (Ecossistemas Aquáticos, Rede Alimentares, Estequiometria Ecológica)
Etologia: André Frazão Helene
Fisiologia e Epidemiologia: João Bacelo (Peixes, Comportamento Animal e Neurociências), José Guilherme Chauí Berlinck (Fisiologia Geral) e Claudio José Struchiner (Epidemiologia)
Genética e Biologia Molecular: Carolina Ribeiro Córdula e Sabrina Mota Lambert
História e Filosofia da Ciência e Ensino de Biologia: Vera Lucia Bahl de Oliveira, Renata dos Santos Chikowski e Waldir Stefano
Microbiologia: Renata dos Santos Chikowski
Zoologia: Caio Antunes de Carvalho (Invertebrados) e Tiago Leite Pezzuti (Vertebrados)

Webmasters:
Juliana Sobral de Barros 

Equipe de Divulgação Científica:
Coordenadora de Divulgação Científica: Luz Angélica Velasco Vela
Divulgadoras Científicas: Nathália da Silva Araujo e Paula Maria Bruno Mota

 

Estruturação da Revista

Editor Executivo:
As obrigações:
I) Cabe ao Editor executivo tratar dos assuntos burocráticos em relação a Revista da Biologia.

Editor-chefe:
As obrigações:
I) O Editor-chefe faz a primeira triagem dos trabalhos submetidos, seleciona aqueles que se encaixam na proposta da revista e recusa os que fogem da proposta original. Trabalhos que não cumpram os requisitos mínimos apresentados nas fichas de revisão podem ser rejeitados nessa primeira etapa.
II) Cabe ao Editor-chefe verificar a adequação do texto em relação à forma e à proposta da Revista.
III) Cabe aos Editor-chefe encaminhar todos os trabalhos relevantes para o Editor de Seção que julgar mais apropriado.
IV) O Editor-chefe recebe a decisão do Editor de Seção, bem como as análises feitas pelos avaliadores. O Editor-chefe tem a decisão final, podendo acatar ou não a decisão do Editor de Seção. Encarrega-se, então, de encaminhar o material recebido para o autor do manuscrito.

Editores de Seção:
O corpo de Editores de Seção é composto por especialistas (doutores) reconhecidos das grandes áreas da Biologia, provenientes de diferentes instituições de pesquisa. A escolha dos Editores de Seção deve ser baseada no histórico acadêmico. Aquele que apresentar clara dedicação com aspectos relacionados à divulgação cientifica e educação deve ser, preferencialmente, escolhido.
As obrigações:
I) O Editor de Seção é encarregado de receber o texto encaminhado pelo Editor-chefe e encaminhá-lo aos avaliadores especialistas que julgar apropriados.
II) Cabe ao Editor de Seção receber as análises feitas pelos avaliadores. O Editor de Seção é responsável também pelo julgamento do mérito e da qualidade das considerações feitas pelos avaliadores. Caso a avaliação não seja adequada, um novo avaliador deve ser indicado. É função também do Editor de Seção escrever um comentário a respeito da qualidade do trabalho feito pelos avaliadores. Uma vez que o corpo de avaliadores pode ser composto por alunos de pós-graduação, este retorno se faz necessário para o aprendizado dos mesmos.
III) Cabe ao Editor de Seção tecer um julgamento em relação à publicação do manuscrito, que pode ser aceito, aceito com modificações ou negado.

Avaliadores especialistas:
Mestres, doutorandos (devidamente matriculados) e doutores são potenciais avaliadores. A escolha dos avaliadores deve ser feita de acordo com o tema dos trabalhos submetidos e o histórico acadêmico do avaliador. Desta forma, não há um cargo fixo de avaliador, cada volume/artigo terá um corpo de avaliadores que dependerá dos assuntos abordados. Os avaliadores não são obrigados a se identificar, e podem ter os créditos reconhecidos no volume em que participaram.
As obrigações:
I) O avaliador especialista deve avaliar o trabalho encaminhado a ele pelo Editor de Seção dentro do prazo estipulado e seguindo os critérios explicitados na ficha de avaliação, encaminhada juntamente do manuscrito a ser avaliado.