Moneras e individualidade biológica: alguns elementos do conceito de monera de Ernst Haeckel

Autores

  • Guilherme Francisco Santos Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Departamento de Filosofia

DOI:

https://doi.org/10.7594/revbio.09.02.04

Palavras-chave:

Moneras, Ernst Haeckel, morfologia evolutiva, geração espontânea, individualidade orgânica.

Resumo

Ernst Haeckel formulou e desenvolveu uma proposta de morfologia evolucionista na qual ocupa um lugar central o conceito de monera. As moneras são para ele os organismos mais simples e primitivos, a partir dos quais é possível investigar a passagem do inorgânico ao orgânico, as bases iniciais para toda a evolução e desenvolvimento dos seres vivos e o aparecimento da individualidade orgânica. Apresentamos neste artigo alguns dos elementos centrais do conceito de monera de Haeckel e algumas questões relativas à sua noção de individualidade sob a luz dos seus estudos sobre moneras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-04-23

Como Citar

Santos, G. F. (2018). Moneras e individualidade biológica: alguns elementos do conceito de monera de Ernst Haeckel. Revista Da Biologia, 9(2), 16-19. https://doi.org/10.7594/revbio.09.02.04