Possíveis efeitos cognitivos e psicomotores em usuários crônicos de Cannabis

  • Mateus M. Bergamaschi Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento. Instituto Nacional de Medicina Translacional
  • Priscila Cortez Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento. Instituto Nacional de Medicina Translacional
  • Jaime E. C. Hallak Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento. Instituto Nacional de Medicina Translacional
  • Antonio W. Zuardi Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento. Instituto Nacional de Medicina Translacional
  • José A. S. Crippa Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento. Instituto Nacional de Medicina Translacional
Palavras-chave: Cannabis, Delta-9-tetrahidrocanabinol, Maconha, THC, Uso crônico

Resumo

A intoxicação aguda por Cannabis pode levar a prejuízos cognitivos, psicomotores, alucinações, ansiedade, entre outros sintomas, que podem permanecer horas após o consumo. A duração destes prejuízos em longo prazo ainda permanece incerta, com relatos variando entre uma a quatro semanas em usuários crônicos Há relatos de recuperação das funções cognitivas por volta do 28° dia, mas os efeitos de intoxicação podem permanecer por mais de 28 dias de abstinência em usuários crônicos de Cannabis. Estes efeitos podem estar relacio- nados com a lenta eliminação de delta-9-tetrahidrocanabinol (THC) do sangue.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-04-23