Cronobiologia vegetal: aspectos fisiológicos de um relógio verde

Autores

  • Ivan Santos Salles Universidade de São Paulo. Instituto de Biociências. Departamento de Botânica
  • Marcos Silveira Buckeridge Universidade de São Paulo. Instituto de Biociências. Departamento de Botânica

DOI:

https://doi.org/10.7594/revbio.09.03.08

Palavras-chave:

Cronobiologia, osciladores e ritmo circadiano

Resumo

Apesar de a maior parte dos trabalhos em cronobiologia ser desenvolvida em animais, os ritmos biológicos foram inicialmente detectados em plantas e importantes descobertas cronobiológicas ocorreram no campo da biologia vegetal. Muitos conceitos centrais, hoje amplamente aplicados para diversos organismos, foram inicialmente identificados em plantas. Esta revisão tem por objetivo apresentar as principais descobertas no campo da cronobiologia vegetal, a partir de uma perspectiva histórica, bem como, expor os principais eventos fisiológicos envolvidos em processos temporais nas plantas

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-04-23

Como Citar

Salles, I. S., & Buckeridge, M. S. (2018). Cronobiologia vegetal: aspectos fisiológicos de um relógio verde. Revista Da Biologia, 9(3), 45-49. https://doi.org/10.7594/revbio.09.03.08

Edição

Seção

Ensaio