O monofisismo no reinado de Justiniano (527-565)

Autores

  • Maria Regina da Cunha Rodrigues

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9141.rh.1963.122122

Palavras-chave:

monofisismo, Justiniano, império romano

Resumo

INTRODUÇÃO

O Monofisismo, heresia cristológica do V século provocada pelo arquimandrita Eutíquio, ao ensinar que em Cristo havia uma só natureza, foi condenado no Concílio Ecumênico de Calcedônia em 451. As decisões dogmáticas dêste Concílio — dualidade das naturezas divina e humana unidas pelo mistério da união hipostática na pessoa de Jesus Cristo, Filho de Deus feito homem, — foram pacificamente recebidas no Ocidente Cristão; recusadas, desvirtuadas, criticadas, entretanto o foram no Oriente, com a cumplicidade dos Patriarcas do Egito, Antioquia e Constantinopla. Época de transição em que o Império Romano, fragmentado, subsistia apenas no Oriente, enquanto que no Ocidente permanecia como o único remanescente do Império, êsse Cristianismo, liderado pelo Papa que continuava pontificando em Roma.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1963-09-29

Como Citar

RODRIGUES, M. R. da C. O monofisismo no reinado de Justiniano (527-565). Revista de História, [S. l.], v. 27, n. 55, p. 61-99, 1963. DOI: 10.11606/issn.2316-9141.rh.1963.122122. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revhistoria/article/view/122122. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 > >>