A carta de Pero Vaz de Caminha e o descobrimento casual do Brasil

Autores

  • Thomaz Oscar Marcondes de Souza

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9141.rh.1965.123309

Palavras-chave:

Pero Vaz de Caminha, carta, descobrimento

Resumo

Diz Fernão Lopes de Castanheda que, subordinado a Aires Correa, iam como escrivães da feitoria indiana Gonçalo Gil Barbosa e Pero Vaz de Caminha (1) . Porém, as modernas investigações históricas concluem por admitir ter sido Caminha escrivão de bordo da nau de Cabral, pois viajou em sua companhia e tomou parte no conselho dos capitães. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1965-03-25

Como Citar

SOUZA, T. O. M. de. A carta de Pero Vaz de Caminha e o descobrimento casual do Brasil. Revista de História, [S. l.], v. 30, n. 61, p. 177-180, 1965. DOI: 10.11606/issn.2316-9141.rh.1965.123309. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revhistoria/article/view/123309. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Fatos e Notas