Prudência, justiça e humildade: elementos marcantes no modelo de monarca presente nas obras dedicadas ao rei suevo

Autores

  • Leila Rodrigues Roedel UFRJ; Deptº de História do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9141.v0i137p9-24

Palavras-chave:

Suevos, cristianização, monarquia, política, Martinho de Braga

Resumo

O objeto das nossas reflexões, no presente artigo, insere-se nas relações estabelecidas entre a Monarquia e a Igreja no Reino Suevo. Nesse reino, organizado na Península Ibérica, em meados do século VI, a aliança entre as duas instituições mencionadas, proporcionou um ambiente favorável à crescente atuação eclesiástica no âmbito político. A culminância desse processo verificar-se-á na formulação de um modelo ideal de conduta para o monarca no qual são destacados, entre outros elementos, a prudência, a justiça e a humildade. Assim, buscamos aqui uma análise que possa revelar os contornos assumidos por cada um desses elementos no modelo de comportamento idealizado para o monarca, bem como os mais relevantes pressupostos que nortearam tal construção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1997-12-30

Edição

Seção

Artigos