GASPAROTTO, Alessandra. O terror renegado. A retratação pública de integrantes de organizações de resistência à ditadura civil-militar no Brasil (1970-1975). Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2012.

Autores

  • ROdrigo de Azevedo Weimer Universidade do Vale do Rio dos Sinos

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9141.v0i170p361-366

Palavras-chave:

Ditadura brasileira, Regime Militar, Política brasileira

Resumo

(parágrafo do texto)

A historiadora Alessandra Gasparotto dedicou seu mestrado, merecidamente agraciado com o prêmio de pesquisa “Memórias reveladas” em 2010, para desenvolver uma reflexão sobre esta temática sensível. Ela tomou o título da reportagem em empréstimo para intitular seu trabalho. Realizou, porém, interessante deslocamento semântico: enquanto a Veja pretendia afirmar que “Massa” havia renegado seu passado de “terrorista”, a autora sugere que este militante – tal como outros – renegara a percepção e a denúncia dos porões da ditadura como espaço de “terror”. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-06-30

Como Citar

WEIMER, R. de A. GASPAROTTO, Alessandra. O terror renegado. A retratação pública de integrantes de organizações de resistência à ditadura civil-militar no Brasil (1970-1975). Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2012. Revista de História, [S. l.], n. 170, p. 361-366, 2014. DOI: 10.11606/issn.2316-9141.v0i170p361-366. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revhistoria/article/view/82579. Acesso em: 25 jan. 2022.

Edição

Seção

Resenhas