A Luta pela Visibilidade na Campanha 'Ficha Limpa': mídia, movimentos sociais e combate à corrupção política

Autores

  • Thiago Guimarães UFMG/UFBA

DOI:

https://doi.org/10.11606/rg&pp.v7i2.149255

Resumo

Este trabalho investiga a relação entre mídia e movimentos sociais a partir da trajetória da campanha Ficha Limpa (2008-2010), que resultou na coleta de 1,3 milhão de assinaturas e aprovação de projeto de lei de iniciativa popular que tornou mais rígidos os critérios para postulação de candidatos em eleições no Brasil. Inicialmente apresenta-se uma proposta de abordagem comunicacional dos fenômenos sociais, a captá-los em processos de interação entre sujeitos em produção e interpretação de sentidos. Discute-se aspectos da relação entre mídia e democracia. Argumenta-se, a despeito do reconhecimento do cenário de crise na comunicação pública contemporânea, pela manutenção do potencial da mídia de revigoramento do debate em esferas públicas diversas. Nesse sentido, considera-se o papel da internet e de novas mediações tecnológicas na reconfiguração das ações estratégicas de atores coletivos cívicos. À luz desse referencial, examina-se o papel da mídia na promoção de debates públicos ampliados, bem como características das relações entre meios de comunicação e movimentos sociais, analisados integralmente em suas dimensões de oportunidade política, mobilização de recursos e processos simbólicos. Recorre-se a uma visão integrada do conceito de enquadramento, em sua tradição na literatura da comunicação e dos movimentos sociais, para o estudo de discursos mobilizados durante a campanha. Descrito o panorama histórico da iniciativa, com ênfase nas estruturas de oportunidade política que envolveram seu surgimento e desenvolvimento, passa-se à análise empírica de como os temas da campanha Ficha Limpa

Este artigo analisa a relação entre mídia e movimentos sociais a partir da trajetória da campanha Ficha Limpa (2008-2010), que resultou na coleta de 1,3 milhão de assinaturas e aprovação de projeto de lei de iniciativa popular que tornou mais rígidos os critérios para postulação de candidatos em eleições no Brasil. Inicialmente apresenta-se uma proposta de abordagem comunicacional dos fenômenos sociais, a captá-los em processos de interação entre sujeitos em produção e interpretação de sentidos. Discute-se aspectos da relação entre mídia e democracia. Argumenta-se, a despeito do reconhecimento do cenário de crise na comunicação pública contemporânea, pela manutenção do potencial da mídia de revigoramento do debate em esferas públicas diversas. Nesse sentido, considera-se o papel da internet e de novas mediações tecnológicas na reconfiguração das ações estratégicas de atores coletivos cívicos. À luz desse referencial, examina-se o papel da mídia na promoção de debates públicos ampliados, bem como características das relações entre meios de comunicação e movimentos sociais, analisados integralmente em suas dimensões de oportunidade política, mobilização de recursos e processos simbólicos.

na reconfiguração da ação coletiva e na promoção de práticas de participação social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-12-31

Como Citar

Guimarães, T. (2017). A Luta pela Visibilidade na Campanha ’Ficha Limpa’: mídia, movimentos sociais e combate à corrupção política. Revista Gestão & Políticas Públicas, 7(2), 220-243. https://doi.org/10.11606/rg&pp.v7i2.149255

Edição

Seção

Artigos