Procedimentos essenciais do processo de colonização das práticas cotidianas de consumo pelo lugar de poder da produção

  • Isaac Matheus Santos Batista Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Marcelo Machado Martins Universidade Federal de Pernambuco
  • Raquel de Aragão Uchôa Fernandes Universidade Federal Rural de Pernambuco
Palavras-chave: Cotidiano, Produção, Consumo

Resumo

Este artigo visa compreender os procedimentos inerentes ao processo de colonização das práticas de consumo cotidianas pelo lugar de poder da produção. Através de um estudo de caso sobre a maneira como a maison de alta-costura Dior, que ocupava lugar de poder dentro do sistema de moda, colonizou as práticas de consumo de vestuário dos jovens e da classe trabalhadora dos anos 1960, inspirando-se nos trajes surgidos entre eles para a concepção de novos produtos de luxo, percebemos que existem quatro procedimentos inerentes ao referido processo, são eles: reconfiguração, refuncionalização, ressignificação e eticalização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isaac Matheus Santos Batista, Universidade Federal Rural de Pernambuco
Bacharel em Design pela Universidade Federal de Pernambuco e mestre em Consumo, Cotidiano e Desenvolvimento Social pela Universidade Federal Rural de Pernambuco.
Marcelo Machado Martins, Universidade Federal de Pernambuco
Doutor em Semiótica e Linguística Geral pela Universidade de São Paulo. Professor do Núcleo de Design e Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco.
Raquel de Aragão Uchôa Fernandes, Universidade Federal Rural de Pernambuco
Doutora em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Professora do Departamento de Ciências Domésticas da Universidade Federal Rural de Pernambuco.
Publicado
2018-07-12