Publicidade, institucionalidade e formação publicitária

  • Rodrigo Stéfani Correa Universidade Federal de Santa Maria
  • Juliana Petermann Universidade Federal de Santa Maria
  • Fábio Hansen Universidade Federal do Paraná
Palavras-chave: Publicidade, Criação, Pedagogia, Interação

Resumo

As reflexões apontadas neste artigo compreendem a primeira fase da pesquisa interinstitucional com a temática do ensino de criação publicitária e repercutem os trabalhos exercidos na Escola Superior de Propaganda e Marketing (RS), na Universidade Federal de Pernambuco (PE) e na Universidade Federal de Santa Maria (RS). O objetivo principal nesta etapa foi explorar as práticas de ensino consideradas institucionalizadas, fundamentais para compreensão de determinadas características pedagógicas favoráveis ao senso de “inovação” nas dinâmicas do ensino ligado às matérias de criatividade. Em especial, consideram-se as proposições teóricas de Piaget, Edgar Morin e Vygotsky quanto aos processos de orientação, em que se coloca em perspectiva três dimensões específicas: interação, técnicas e condições de ambiência, igualmente tencionadas pelas projeções de Berger e Luckmann e outros textos dos pesquisadores colaboradores, que farão um estudo longitudinal abarcando todas as regiões do Brasil, com exceção da região Norte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Stéfani Correa, Universidade Federal de Santa Maria
Doutor em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, atua como professor adjunto na Universidade Federal de Santa Maria, onde aplica-se aos estudos e pesquisas em duas áreas distintas: processos criativos e estudos de mercado. Mestre em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina e membro pesquisador do grupo de pesquisa Publicidade nas Novas Mídias (CNPq/UFPE), com publicação do livro Propaganda digital. Líder do grupo de pesquisa O Ensino e Aprendizagem de Criação Publicitária. Experiência profissional nos campos de comunicação digital e linguagem publicitária multimídia.
Juliana Petermann, Universidade Federal de Santa Maria
Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, é professora no curso de Publicidade e Propaganda e no Programa de Pós-Graduação em Comunicação na Universidade Federal de Santa Maria. Atua principalmente nos seguintes temas: criação publicitária, ensino de criação publicitária, criatividade, marcas e seus discursos, estratégias de significação, análise de imagens publicitárias. Coordena o grupo Nós – Pesquisa Criativa. Recebeu o Troféu Reconhecimento da Associação Riograndense de Propaganda em 2014. Foi escolhida professora do ano, recebendo o Prêmio Destaque em Ensino na UFSM em 2017.
Fábio Hansen, Universidade Federal do Paraná
Doutor em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, é professor adjunto no Departamento de Comunicação Social e professor permanente no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Paraná. Atua na linha de pesquisa “comunicação e formações socioculturais”, articulando suas investigações com grupos de pesquisa certificados no CNPq: Ensino Superior de Publicidade e Propaganda e Estudos sobre Comunicação, Consumo e Sociedade. Desenvolve pesquisas sobre criação publicitária, ensino e formação em publicidade e propaganda. Mestre em Educação, Administração e Comunicação pela Universidade São Marcos, graduado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Passo Fundo.
Publicado
2018-07-12