LITERATURA COMO PROJETO E MILITÂNCIA: ANTONIO CANDIDO E O ENSINO DE LITERATURA

  • Ana Crélia Dias Faculdade de Letras - UFRJ
Palavras-chave: Antonio Candido, ensino de literatura, crítica literária

Resumo

A morte de Antonio Candido, no ano de centenário de seu nascimento, trouxe para o meio acadêmico alguns caminhos para a revisão da obra deste que foi um dos maiores intelectuais que o país já teve. O propósito deste artigo é tecer algumas reflexões acerca da relação da obra de Antonio Candido com o ensino de literatura, buscando em diferentes textos o lastro do professor e do crítico, que discreta e tenazmente, volveu sua ação, nas salas de aulas e nos textos, para o entendimento das complexidades humanas representadas na literatura, por meio de uma prática pedagógica implicadora do papel social de seu público, os futuros professores.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Crélia Dias, Faculdade de Letras - UFRJ

Professora da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro

Publicado
2019-07-11
Como Citar
Dias, A. C. (2019). LITERATURA COMO PROJETO E MILITÂNCIA: ANTONIO CANDIDO E O ENSINO DE LITERATURA. Via Atlântica, (35), 43-56. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/viaatlantica/article/view/154922