Curadoria educativa de artes visuais: um processo de construção de parâmetros para os anos finais do ensino fundamental e o ensino médio

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2023.178925

Palavras-chave:

Curadoria educativa, Ensino de arte, Artes visuais na educação básica, Material educativo

Resumo

Este artigo discute a curadoria educativa de artes visuais com base na análise de um processo cíclico de criação, aplicação em sala de aula e avaliação do material educativo Violência & heroísmo. Produzido e testado no âmbito do projeto de ensino, pesquisa e extensão “Mediação da experiência estética na escola”, da Universidade do Estado de Minas Gerais, esse material se sustenta em uma série de premissas conceituais e metodológicas que busca integrar educação estética e ética. Considerando a experiência adquirida no projeto e referências encontradas na literatura de ensino de arte, são propostos oito parâmetros para a curadoria educativa voltada para o ensino fundamental II, que compreende do 6º ao 9º ano, e para o ensino médio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rachel de Sousa Vianna, Universidade do Estado de Minas Gerais

Rachel de Sousa Vianna é professora da Escola Guignard e do Programa de Pós-Graduação em Artes da Universidade do Estado de Minas Gerais – UEMG. Idealizadora e coordenadora do projeto “Mediação da Experiência Estética na Escola” e líder do Grupo de Pesquisa “Mediação em Arte e Cultura: teorias e métodos”. Desenvolve pesquisas e projetos nas áreas de mediação cultural, educação do ambiente construído e educação do patrimônio. Doutora em Educação
pela USP e mestre em Arte-Educação pela Universidade do Texas, realizou pós-doutoramento na Universidade Federal de Minas Gerais.

Bernardo Jefferson de Oliveira, Universidade Federal de Minas Gerais

Bernardo Jefferson de Oliveira é Professor Titular da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Docente dos Programas Pós-Graduação em Educação: Conhecimento e Inclusão Social e do Mestrado Profissional PROMESTRE, ambos da UFMG. Foi diretor do museu Espaço do Conhecimento UFMG e bolsista produtividade do CNPq (1D). Tem experiência na área de história da educação, história da ciência, filosofia da técnica, museus de ciência e imaginário científico. Doutor em Filosofia pela UFMG, com estágio doutoral na Harvard University, realizou pós-doutoramento no MIT e na Universidade de Sorbonne.

Referências

AGUIRRE, Imanol. Imaginando um futuro para a educação artística. In TOURINHO, Irene;MARTINS, Raimundo (orgs.). Educação para a cultura visual: narrativas de ensino e pesquisa. Santa Maria, RS: UFSM, 2009, p. 157-188.

ARNHEIM, Rudolph. Art and Visual Perception: A Psychology of the Creative Eye. 1 ed. 1954. Berkeley and Los Angeles (CA): University of California Press, 1974.

BADER, Barbara et. al. Conception d’activités éducatives en ee-dd et formation initiale et continue d’enseignantes et d’enseignants du primaire et du secondaire. Disponível em: https://www.cle-sciences-dd.fse.ulaval.ca/fichiers/site_cle_sciences_v4/modules/document_section_fichier/fichier__2092c4f931fa__prezi_CLE-EEDD_MEES.compressed.pdf. Acesso em: 2 jun. 2023.

BALLO, Guido. The Critical Eye: A New Approach to Art Appreciation. London: Heinemann, 1969.

BARBOSA, Ana Mae. As mutações do conceito e da prática. In BARBOSA, Ana Mae. (Org.). Inquietações e mudanças no ensino da arte. 3 ed. São Paulo: Cortez Editora, 2007.

CHARMAN, Helen. Uncovering Professionalism in the Art Museum: An Exploration of Key Characteristics of the Working Lives of Education Curators at Tate Modern. Tate Papers, n. 3, Spring 2005.

CHIODETTO, Eder. Curadoria em fotografia: da pesquisa à exposição [livro eletrônico]. São Paulo: Prata Design, 2013. Disponível em: < https://fotoeditorial.com/produto/curadoria-em-fotografia-da-pesquisa-a-exposicao/>. Acesso em: 4 jun.. 2023.

DAYRELL, Juarez. Juventude, produção cultural e a escola. Caderno do Professor, Belo Horizonte, n. 9, 2002.

DEWEY, John. Arte como experiência. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

DONDIS, Donis A. A Primer of Visual Literacy. Cambridge, MA; London: The MIT Press, 1984.

EFLAND, Arthur. Art and Cognition: Integrating the Visual Arts in the Curriculum. New York: Teachers College Press; Reston (VA): NAEA, 2002.

FRANZ, Teresinha. Educação para uma compreensão crítica da arte. Florianópolis: Letras Contemporâneas, 2003.

FRANZ, Teresinha. Os estudantes e a compreensão crítica da arte. Imaginar, n. 49, jan. 2008, p. 4-11. Disponível em: <https://www.academia.edu/28130408/Os_estudantes_e_a_compreens%C3%A3o_cr%C3%ADtica_da_arte>. Acesso em: 4 jun. 2023.t. 2011.

GEAHIGAN, George. Art Criticism: From Theory to Practice. In WOLFF, Tom; GEAHIGAN, George. Art Criticism and Education. Urbana and Chicago: University of Illinois, 1997, p. 123-278.

GURAN, Milton. Curadoria: expressão e função social. Studium, Campinas, n. 32, p. 90-93, inverno 2011.

HERKENHOFF, Paulo. Bienal 1998: princípios e processos. Marcelina, São Paulo, ano 1, v.1, p. 20-36, 2008.

HILLESHEIM, Giovana; SILVA, Maria Cristina; MAKOWIEKY, Sandra. Ensino de arte: um olhar para os espelhos retrovisores. Revista Ars, São Paulo, v. 11, n. 21, jun 2013, p. 62-79.

HONORATO, Cayo. Expondo a mediação educacional: questões sobre educação, arte contemporânea e política. Revista Ars, São Paulo, v. 5, n. 9, jan. 2007, p. 116-127.

IACONA, Joseph. Teaching with Contemporary Art: Keep it Real, Keep it Relevant. Art 21 Magazine, n.p., nov/dez 2017. Disponível em . Acesso em: 2 jun. 2023.

KÁRPÁTI, Andrea; SCHÖNAU, Diederik. The Common European Framework of Reference for Visual Literacy: Looking for the Bigger Picture’; Renaming the Framework: Common European Framework of Reference for Visual Competency. International Journal of Education Through Art, Bristol, v. 15, n. 1, 2019, p. 3-14, p. 95-100.

LANIER, Vicent. Devolvendo arte à arte-educação. In BARBOSA, Ana Mae (org.). Arte-educação: Leitura no subsolo. 2 ed. São Paulo: Cortez, 1999, p. 43-55.

MARTINS, Mírian Celeste; PICOSQUE, Gisa. Mediação cultural para professores andarilhos da cultura. 2 ed. São Paulo: Intermeios, 2012.

OSTROWER, Fayga. Universos da arte. Rio de Janeiro: Campus, 1983.

PAGE, Thomas. Panmela Castro: Brazil’s graffiti queen, delivering justice through the nozzle of a paint can. CNN, 5th March 2017. Disponível em: . Acesso em: 2 jun. 2023.

PARSONS, Michael. Compreender a arte: um ato de cognição verbal e visual. Disponível em: <https://xdocz.com.br/doc/arte-design-e-interdiciplinaridade-uma-nova-proposta-de-ensino-das-artes-no-ensino-medio-987jg05q5e8z > Acesso em: 4 jun 2023.

PREBLE, Duane; PREBLE, Sarah. Artforms. New York: Harper and Row, 1989.

RANCIÈRE, Jacques. A partilha do sensível: estética e política. São Paulo: Editora 34, 2005.

RANGEL, Valeska; FRANZ, Teresinha. Um instrumento de mediação para uma compreensão crítica da arte: Guernica (re)visitada. Invisibilidade: Revista da Rede Ibero Americana de Educação Artística, Beja, Portugal, n. 0, 2009, p. 73-85.

SCOVINO, Felipe. Anotações e dilemas de um curador no Brasil. Revista Ars, São Paulo, v. 19, n. 33, ago. 2018, p. 29-41.

TAYLOR, Joshua. Learning to Look: A Handbook for the Visual Arts. (1 ed. 1957). Chicago: The University of Chicago, 1981.

TEJO, Cristiana. Não se nasce curador, torna-se curador. In RAMOS, Alexandre Dias. (Org.). Sobre o ofício do curador. Porto Alegre: Zouk, 2010, p. 149-163.

VELLA, Raphael. Curating as a Dialogue-Based Strategy in Art Education. International Journal of Education Through Art, Bristol, v. 14, n. 3, 2018, p. 293-303.

VIANNA, Rachel. Development of Visual Perception and the Role of ‘Visual Concepts’ in Critical Studies. International Journal of Education through Art, Bristol, v. 5, n. 1, 2009, p. 23-35.

YENAWINE, Philip. Jump Starting Visual Literacy: Thoughts on Image Selection. Art Education, Reston, v. 56, n. 1, p. 6-12, jan. 2003. Disponível em: . Acesso em 2 jun. 2023.

Downloads

Publicado

2023-08-31

Como Citar

Vianna, R. de S., & Oliveira, B. J. de. (2023). Curadoria educativa de artes visuais: um processo de construção de parâmetros para os anos finais do ensino fundamental e o ensino médio. ARS (São Paulo), 21(48), 301-350. https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2023.178925

Edição

Seção

Artigos