Amor em tempos de aplicativo: entrevista com a antropóloga Larissa Pelúcio

Autores

  • Mário Fellipe Fernandes Vieira Vasconcelos Universidade Federal do Ceará
  • Larissa Maués Pelúcio Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho https://orcid.org/0000-0001-6212-3629

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v29i2pe175150

Palavras-chave:

amor, aplicativos, neoliberalismo, contemporaneidade

Resumo

Entrevista com Larissa Pelúcio

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAUMAN, Zigmunt. (2004). Amor Líquido: sobre a fragilidade dos laços humanos. Trad. Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar.

BERNSTEIN, Elizabeth. (2007) Temporarily Yours: intimacy, authenticity, and the commerce of sex. Chicano: The University of Chicago Press.

CABANAS, Edgar, ILLOUZ, Eva. (2019). Happycracia Cómo la ciencia y la industria de la felicidad controlan nuestras vidas. Madrid. Paidós.

CAMARGO, Isadora; TERRA, Carolina. (2017). Faces da conectividade: Plataformas, Influência e Usuários. Parágrafo. v. 5, n.1., s/p.

DIGLABOUR. (2019). A Sociedade da Plataforma: entrevista com José van Dijck. 6/03/2019. Disponível em https://digilabour.com.br/2019/03/06/a-sociedade-da-plataforma-entrevista-com-jose-van-dijck/ acesso em 27/09/2020

DELEUZE, Gilles. Post-scriptum sobre as sociedades de controle. In: Conversações: 1972-1990. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1992, p. 219-226. Tradução de Peter Pál Pelbart.

FRANCO, César B. (2015). “Como Conquistar Mulheres?” - Masculinidade e Subjetivação em uma Comunidade Virtual. Dissertação de Mestrado em Sociologia. Curitiba: Universidade Federal do Paraná.

GARCÍA MÁRQUEZ, Gabriel. El amor en los tiempos del cólera. 18 ed. Buenos Aires: Debolsillo, 2011.

GIDDENS, Anthony. (1993). Transformações da intimidade: sexualidade, amor e erotismo nas sociedades modernas. São Paulo: Ed. UNESP.

ILLOUZ, Eva. (2012). ¿Por qué duele el amor? Una explicación sociológica. Traducción de María Victoria Rodil. Buenos Aires: Katz.

ILLOUZ, Eva. (2013). “Don’t Be My Valentine: Are Couples Becoming a Thing of the Past”? Haaretz, Israel. Disponível em: www.haaretz.com/israel-news/don-t-be-my-valentine-are-couples-becoming-a-thing-of-the-past.premium-1.503597. Acesso em 19/09/2020.

ILLOUZ, Eva. (2009). El consumo de la utopía romántica. El amor y las contradicciones culturales del capitalismo. Katz Editores: Madrid. 2009.

MISKOLCI, Richard. (2014). San Francisco e a nova economia do desejo. Lua Nova: Revista de Cultura e Política, 2014, 91: 269-295.

PELÚCIO, Larissa. (2015). Narrativas infiéis: notas metodológicas e afetivas sobre experiências das masculinidades em um site de encontros para pessoas casadas. Cadernos Pagu, n. 44, p. 31-60.

PELÚCIO, Larissa. (2020). Um match com os conservadorismos: masculinidades desafiadas nas relações heterossexuais por meios digitais. Interfaces Científicas, vol.8. n.2. p.31-46.

PELÚCIO, Larissa (2019). Amor em Tempos de Aplicativo: Masculinidades Heterossexuais e a nova economia do desejo. 1. ed. São Paulo: Annablume.

SIBILIA, Paula. (2016). O show do Eu: a intimidade como espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto.

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

Vasconcelos, M. F. F. V., & Pelúcio, L. M. (2020). Amor em tempos de aplicativo: entrevista com a antropóloga Larissa Pelúcio. Cadernos De Campo (São Paulo - 1991), 29(2), e175150. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v29i2pe175150

Edição

Seção

Entrevista especial

Dados de financiamento