Gravando o último transe: um caso de comunicação com criaturas invisíveis do leste da Sérvia

Autores

  • Maria Vivod Centre National de Recherches Scientifiques

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v29i2pe179727

Palavras-chave:

Leste da Sérvia, xamanismo europeu, comunicação extática, charming, Vlach

Resumo

Gravação do último transe de uma mulher "fairy-seer"

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Vivod, Centre National de Recherches Scientifiques

Pesquisadora associada ao CNRS (Centre National de Recherches Scientifiques) no laboratório de pesquisa  UMR 7367 ‘Dynamics of Europe’, em Estrasburgo, França. Defendeu sua tese de doutorado em Etnologia (ênfase em Etnomedicina) em 2005 na Universidade Marc Bloch, Estrasburgo. 

Referências

ČIČA, Zoran (2002) Vilenica i vilenjak, Sudbina jednog pretkršćanskog kulta u doba progona vještica. Zagreb :Etnografija.

TOMIĆ, Persida (1950) Vilarke i vilari kod vlaških Cigana u Temniću i Belici. Zbornik Radova, SAN, Etnografski Institut. pp. 237-262.

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

Vivod, M. (2020). Gravando o último transe: um caso de comunicação com criaturas invisíveis do leste da Sérvia. Cadernos De Campo (São Paulo - 1991), 29(2), e179727. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v29i2pe179727

Edição

Seção

Quimeras