O que é que uma diva tem? Cantoras brasileiras, vozes, corpos e poderes vistos por entendidos

Autores

  • Rafael da Silva Noleto Universidade Federal do Pará (UFPA)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v21i21p45-63

Palavras-chave:

Homossexualidade, Performance, Cantoras Brasileiras, MPB, Corpo

Resumo

Dentro de certas redes de sociabilidade homossexual, o adjetivo “poderosa” e frequentemente acionado como um marcador destinado a classificacao, hierarquizacao, comparacao, qualificação e representacao de idolos femininos admirados por homens homossexuais. Partindo de etnografia realizada em Belem (Para), este texto objetiva compreender quais as nocoes de poder articuladas por homens homossexuais – com identidade e performance de genero reconhecidas, por eles, como masculinas – para designar suas cantoras favoritas. Evidenciando que, na maioria dos discursos, esse “poder” das cantoras transcende predicados estritamente musicais e se revela inscrito na totalidade performatica de seus corpos, este artigo visa discutir acerca dos “poderes”, “perigos”, “centralidades” e “periferias” do corpo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-03-30

Como Citar

Noleto, R. da S. (2012). O que é que uma diva tem? Cantoras brasileiras, vozes, corpos e poderes vistos por entendidos. Cadernos De Campo (São Paulo - 1991), 21(21), 45-63. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v21i21p45-63

Edição

Seção

Artigos e Ensaios