Afinidades eletivas. Haroldo de Campos traduz os hispanoamericanos

Autores

  • Gênese Andrade Universidade Estadual Paulista. Instituto de Estudos da Linguagem

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9651.v0i1p36-63

Resumo

Neste ensaio, apresentamos algumas traduções de autores hispano-americanos realizadas por Haroldo de Campos e mostramos como elas dialogam com sua obra crítica e criativa. Abordamos também o papel
que essas traduções ocupam na recepção no Brasil da obra dos escritores focalizados: Lezama Lima, Severo Sarduy, Julio Cortázar e Octavio Paz.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gênese Andrade, Universidade Estadual Paulista. Instituto de Estudos da Linguagem

Professora colaboradora do Departamento de TeoriaLiterária do iel-Unicamp,pesquisadora e tradutora. Com Mestrado e Doutorado em Literatura Hispano-Americana na fflch-usp, atualmente realiza o Pós-Doutorado em Literatura Comparada no iel-Unicamp. Autora de ensaios incluídos em livros e revistas especializadas, publicados no Brasil e no exterior. Organizadora de Oswald de Andrade, Feira das Sextas (Globo, 2004); co-organizadorade Un diálogo americano: modernismo brasileño yvanguardia uruguaya (1924-1932) (Universidad de Alicante, 2006).

Downloads

Publicado

2010-12-07

Como Citar

ANDRADE, G. Afinidades eletivas. Haroldo de Campos traduz os hispanoamericanos. Caracol, [S. l.], n. 1, p. 36-63, 2010. DOI: 10.11606/issn.2317-9651.v0i1p36-63. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/caracol/article/view/57637. Acesso em: 18 out. 2021.

Edição

Seção

Dossiê