Nas Trilhas da memória

Mayombe e Noites de vigília entre a literatura e a história angolanas

  • Adelino Pereira dos Santos Universidade do Estado da Bahia
  • Derneval Andrade Ferreira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia
Palavras-chave: Memória;, História;, Angola;, Pepetela;, Boaventura Cardoso

Resumo

O objetivo deste trabalho é apresentar reflexões sobre o lugar da memória na construção da história da luta do povo angolano contra o colonialismo europeu, registrada simbolicamente nas narrativas dos romances  Mayombe, de Pepetela, e Noites de Vigília, de Boaventura Cardoso, considerando-se como pressupostos teóricos estudos da História Cultural e da Crítica Literária. Quando se toma o texto ficcional como base de estudos referente à memória, é preciso compreender as diversas vertentes que a literatura assume como instrumento de pesquisa. Nesse caso, o texto literário, dentre outras funções, pode assumir quase um lugar de memória, visto que o texto fictício apresenta certos aspectos que revolvem a memória, contribuindo assim para a ressignificação de papéis, um melhor entendimento cultural e também para reavaliar certas atividades e práticas sociais. Uma primeira versão deste texto foi apresentada como seção de capítulo da tese de doutorado em Estudos Étnicos e Africanos de um dos autores deste trabalho, defendida em 2016.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Derneval Andrade Ferreira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Doutor em Estudos Étnicos e Africanos pela Universidade Federal da Bahia. Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. 

Referências

CARDOSO, Boaventura. Noites de Vigília. São Paulo: Terceira Margem, 2012.
CHAVES, Rita. Angola e Moçambique: experiência colonial e territórios literários. São Paulo: Ateliê, 2005.
HALBWACHS, M. A memória coletiva. Trad. Beatriz Sidou. São Paulo: Vértice, 2006.
LE GOFF, Jacques. História e memória. Trad. Bernardo Leitão [et]. 4. ed. Campinas: Editora da UNICAMP, 1996.
MALUF, Marina. Ruídos da memória. São Paulo: Siciliana, 1995.
MATA, Inocência. Ficção e historia na literatura angolana: o caso de Pepetela. Luanda: Mayamba, 2010.
______. Pepetela: A releitura da história entre gestos de reconstrução. In: CHAVES, Rita & MACÊDO, Tania (Org.). Portanto... Pepetela. São Paulo: Ateliê Editorial, 2009.
NORA, Pierre. (dir.). Les lieux de mémoire – I: La République. Paris: Gallimard, 1984.
______. (dir.). Les lieux de mémoire – II: La Nation. Paris: Gallimard, 1986.
PEPETELA, Artur Carlos Maurício Pestana dos Santos. Mayombe. 7. ed. Publicações Dom Quixote.1990.
RICOUER. Paul. A memória, a história e o esquecimento. Trad. Alain François [et al.]. Campinas: Editora UNICAMP, 2007.
Publicado
2019-08-03
Como Citar
dos Santos, A., & Ferreira, D. (2019). Nas Trilhas da memória. Revista Crioula, 1(23), 231-248. https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2019.154391
Seção
Dossiê 23: A experiência étnico-racial nas literaturas de língua portuguesa