Por uma rede que atravesse os tempos e que dê à produção lésbica a noção de continuidade

entrevista com Natalia Borges Polesso

Palavras-chave: Literatura lésbica, Literatura Brasileira

Resumo

Natalia Borges Polesso é uma das escritoras de maior destaque nacional nos últimos anos. Após a grande repercussão de seu livro de contos Amora (2015), premiado em primeiro lugar na categoria contos e crônicas no Prêmio Jabuti (2016) e levando os prêmios Escolha do Leitor (Jabuti) e melhor narrativa curta pela Associação Gaúcha de Escritores do mesmo ano, Amora segue a trajetória iniciada pelo livro anterior de Natalia, Recortes para álbum de fotografias sem gente , publicado em 2013 e ganhador do Prêmio Açorianos do mesmo ano. A escritora também integra a lista Bogotá 39-2017, uma reunião dos 39 melhores escritores de ficção da América Latina com menos de 40 anos, e teve sua obra traduzida para o espanhol e o inglês em diversos países.

Essa premiada trajetória aumenta a visibilidade para suas narrativas e personagens majoritariamente lésbicas. Na entrevista que veremos a seguir, a escritora e pesquisadora de pós-doutorado na Universidade de Caxias do Sul, nos fala um pouco sobre as convergências entre sua pesquisa e sua escrita, o que se pode entender como “literatura lésbica”,  tendo em vista o texto publicado no Dossiê Sáfico N 20 da revista Criação e Crítica, “Geografias lésbicas: literatura e gênero”. Aqui, buscamos entender o que a escritora e pesquisadora Natalia Polesso entende por “literatura lésbica”, como a discute, como entende a geografia como instrumento para análise literária, e como pensa a crítica literária lésbica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claudiana Gois dos Santos, Universidade de São Paulo

Atua na área da Educação como Professora de Ensino Fundamental II e Médio pela Secretaria de Estado da Educação de São Paulo. Mestranda no programa de Estudos Comparados de Literatura de Língua Portuguesa.

Carolina Hartfiel Barroso, Universidade de São Paulo

Graduanda em Português-Espanhol e pesquisadora de Literatura Lésbica - USP

Publicado
2019-12-30
Como Citar
Santos, C., & Barroso, C. (2019). Por uma rede que atravesse os tempos e que dê à produção lésbica a noção de continuidade. Revista Crioula, (24), 240-245. https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2019.162513